Almanaque - Edição 1 - Janeiro 2008

   

Físicos, matemáticos, engenheiros e quejandos

De visita a um hospício, um indivíduo notou um paciente sentado num canto, muito concentrado em algum pensamento. Movido pela curiosidade, o visitante perguntou-lhe:

– A que você se dedica?
– Sou físico, respondeu.
– Físico? Já vi muitos físicos loucos em universidades, mas, num hospício é a primeira vez. Como foi que isso aconteceu?
– Vou lhe explicar.

Ajeitou-se no banquinho onde se sentava, olhou para um lado e para o outro e começou:

– Casei-me com uma viúva que tinha uma filha já grande, que passou a ser minha enteada, com quem meu pai resolveu casar-se.

Minha esposa tornou-se, assim, sogra do seu sogro. Depois, minha nora, que era esposa de meu pai, teve um filho que ficou sendo meu irmão, pois era filho de meu pai. Mas, era neto de minha mulher e, portanto, também meu neto. Tornei-me, assim, avô do meu irmão.

Respirou profundamente e com ares de grande consternação continuou:

– Pouco depois, também minha esposa teve um filho. Foi assim que minha cunhada e irmã colateral de meu filho tornou-se ao mesmo tempo sua avó. Sou, portanto, irmão do meu filho que é ao mesmo tempo irmão de sua avó.

Demonstrando forte desalento, finalizou:

– Tenho a impressão de que sou cunhado de minha mãe, que minha esposa é tia de seu filho, aliás, que é neto de seu pai. Sou, portanto, irmão de minha mulher e meu próprio avô. Eis por que estou aqui ...

Problemas de lógica

Veja um esquema para resolver esse tipo de problema clicando AQUI. Use o esquema para resolver o problema proposto.

Numa mesa de restaurante estavam três vendedores: Geraldo, Jonas e Marcos. Usando as dicas abaixo, determinar qual produto vende (cereais, tecidos, equipamentos), a marca do carro (Chevrolet, Fiat, Ford) e a cidade para onde se dirige cada vendedor (Campinas, Botucatu, Ourinhos).

1. O vendedor que vai a Ourinhos vende equipamentos.
2. Geraldo vende tecidos mas não está indo a Botucatu.
3. Marcos não dirige um Fiat e não é o que vende cereais.
4. O carro de Jonas é um Ford.

Resposta no próximo número.

Não se confunda

Algumas palavras em inglês podem confundir-nos por sua semelhança com outra do vernáculo. Não se deixe enganar. Iremos mostrar algumas delas para prevenir os leitores interessados em inglês.

avail (v. e s.) Como verbo, não significa avaliar, mas, sim, valer a, beneficiar, aproveitar-se. Como substantivo, tem acepção de proveito, benefício, vantagem. Exemplos: John availed himself of the situation, João aproveitou-se da situação. Refrigerator is of no avail in the North Pole, geladeira é inútil no Pólo Norte.

available (a.) Não significa avaliável, que pode ser avaliado. Seu significado é de disponível, que está à mão. Exemplo: The references are available in the library, as referências estão disponíveis na biblioteca. (De passagem, note que library não significa livraria.)

cure (v.) Este verbo não significa curar e, isso sim, remover, eliminar. Exemplo: One big problem in our days is to cure unemployment, em nossos dias, um grande problema é eliminar o desemprego.

disprove (v.) Não significa desaprovar, mas, refutar, provar a falsidade. Exemplo: Galileo disproved some theories of his day, Galileu provou que algumas teorias de sua época eram falsas, ou Galileu refutou algumas teorias de sua época.

Pérolas dos vestibulares

Coleção de respostas colhidas dos exames vestibulares para ingresso em universidades
(Os comentários jocosos, em itálico, são dos professores que corrigiram as provas.)

Esta seção, embora bem-humorada, serve, também, para denunciar a baixa qualidade de ensino em nosso país. Esses candidatos foram aprovados em todos os níveis pré-universitários em nossas escolas. Estariam, portanto, qualificados para inscrever-se em cursos superiores. Não são diretamente responsáveis pelas condições de instrução em que se encontram. Merecem, por isto, nosso respeito.

1. Lavoisier foi guilhotinado por ter inventado o oxigênio. (Já imaginou isso?!)

2. O nervo ótico transmite idéias luminosas para o cérebro. (Se o cara é obtuso, o nervo dele deve emitir idéias sombreadas, não é mesmo?)

3. O vento é uma imensa quantidade de ar. (Que coisa! Não tinha pensado nisso.)

4. O terremoto é um pequeno movimento de terras não levadas. (Só faltou completar que esse movimento é um braço armado do M.S.T.)

5. Os Egípcios antigos desenvolveram a arte funerária para que os mortos pudesse viver melhor. (Nada mais justo! Não dá para viver a eternidade desconfortavelmente.)

6. Péricles foi o principal ditador da democracia grega. (Isso! E Stalin foi o principal seguidor de Mahatma Ghandi...)

7. O problema fundamental do terceiro mundo é a superabundância de necessidades. (A criatura que escreveu isso, deve ter raciocinado com a própria abundância e não com o cérebro.)

8. O petróleo apareceu há muitos séculos, numa época em que os peixes se afogavam dentro d'agua. (Sim! Foi no mesmo período geológico em que as aves tinham vertigem e as minhocas claustrofobia.)

9. A principal função da raiz é enterrar. (É impressionante!)

10. O Sol nos dá calor e turista. (Esse, com certeza, é carioca!)

(Contribuição de Fernando Fidalgo)

Regrinhas simples para bem escrever

Como participante do grupo "Racionalismo" da Yahoo, temos oportunidade de receber muitos emails (o grupo tem hoje mais de mil inscritos). Entre os emails há alguns que poderiam ter sido mais bem escritos. Ocorreu-nos, então, sugerir algumas regrinhas que podem ajudar os interessados a melhorar sua redação.

1. NÃO ESCREVER TEXTOS APENAS COM LETRAS MAIÚSCULAS, COMO ESTE. Elas cansam o leitor e alguns têm dificuldades para ler tais textos.

2. Não colocar um espaço antes de uma pontuação (vírgula, ponto e vírgula, ponto final,...).
Exemplo:
errado: Foi esta a lista de objetos encontrados  :  lápis  , caneta  , borracha  .
certo: Foi esta a lista de objetos encontrados:  lápis,  caneta,  borracha.

3. Colocar um espaço depois de uma pontuação.
Exemplo:
errado: Aquela escola oferecia cursos de português,inglês,espanhol e esperanto.Era considerada muito boa.
certo: Aquela escola oferecia cursos de português,  inglês,  espanhol e esperanto.  Era considerada muito boa.

5. No início de uma frase e depois de um ponto final, a palavra seguinte deve ser grafada com letra inicial maiúscula.
Exemplo:
errado: a festa estava ótima. esperemos que não tarde para haver outra.
certo: A festa estava ótima. Esperemos que não tarde para haver outra.

6. Nomes próprios devem ser escritos com inicial maiúscula.
Exemplo:
errado: maria de fátima, são paulo, brasil.
certo: Maria de Fátima, São Paulo, Brasil.

Efemérides

01 jan 1894: Satyendra Nath Bose
Físico e matemático indiano, mais conhecido como o descobridor dos bósons (este termo foi cunhado em sua homenagem). Juntamente com Einstein, criou a estatística Bose-Einstein que descreve o comportamento dos bósons. Faleceu em 1974.

03 jan 1894: Luiz de Mattos
Desencarnou no Rio de Janeiro em 15 de janeiro de 1926.

04 jan 1643: Isaac Newton
Cientista inglês (físico, matemático, astrônomo, alquimista e filósofo). Em seu livro Philosophiae Maturalis Principia Mathematica, também conhecido como Principia, descreve sua famosa lei da gravitação universal e apresenta suas três leis em que se apóia a mecânica clássica. Faleceu em 31 de março de 1727.

21 jan 1929: Martin Luther King
Ativista político norte-americano. Batalhou pelos direitos civis, principalmente dos negros e mulheres. Foi agraciado com o Prêmio Nobel da Paz em 1964. Pouco depois foi assassinado em 4 de abril de 1968. Seu discurso mais famoso é "Eu tenho um sonho".

22 jan 1775: André-Marie Ampère
Matemático e físico francês. Seus trabalhos em física mais importantes foram no campo do eletromagnetismo. Em sua homenagem, a unidade de intensidade de corrente elétrica no sistema SI se diz ampère, símbolo A. Faleceu em 10 de junho de 1836.

22 jan 1908: Lev Davidovich Landau
Físico russo, considerado um dos maiores físicos do século XX. Deu importantes contribuições para o desenvolvimento de diversos campos da Física, como, Baixas Temperaturas, Estado Sólido, Atômica, Nuclear, Plasma e Energia Estelar. Muitos termos físicos levam o seu nome. Faleceu em 1 de abril de 1968.

23 jan 1862: David Hilbert
Matemático alemão, nascido em Königsberg. Seus trabalhos em Geometria são considerados os mais importantes desde Euclides. Propôs uma série de problemas que vêm estimulando o trabalho dos matemáticos. Faleceu em Göttingen, em 14 de fevereiro de 1943.

23 jan 1907: Hideki Yukawa
Físico japonês, nascido em Tóquio. Foi homenageado com o prêmio Nobel de Física em 1949 pelos seus trabalhos sobre partículas elementares. Com base em cálculos inteiramente teóricos, previu a existência de mésons. Foi o primeiro físico japonês com formação totalmente feita no Japão a receber o prêmio Nobel de Física. Faleceu em Kyoto em 8 de setembro de 1981.

25 jan 1736: Joseph Louis Lagrange
Matemático italiano, nascido em Turim, distinguiu-se em todos os ramos da Análise, Teoria dos Números, Mecânica Analítica e Mecânica Celeste. Seu Mécanique Analytique, publicado em 1788, sintetiza todos os trabalhos no campo da Mecânica desde os dias de Newton. Faleceu em Paris, em 10 de abril de 1813.

Almanaque - Edição 2 - Fevereiro 2008

Físicos, matemáticos, engenheiros e quejandos

     Viajavam num trem um engenheiro, um físico e um matemático. Num trecho da viagem, viram num pasto uma vaca verde.

– Vejam, disse o engenheiro, as vacas daqui são verdes.
– O que você pode dizer é que aqui há uma vaca verde, corrigiu o físico.
– Rigorosamente, acrescentou o matemático, você pode afirmar que aqui há uma vaca com um lado verde.



Há muitas histórias sobre Einstein e seu carácter distraído. Quase todas são apócrifas. Qual a sua opinião a respeito desta?

Um certo dia Einstein estava caminhando pelo campus, em Princeton, quando um estudante se aproximou e perguntou:

– Professor, poderia esclarecer-me uma dúvida?
– Claro! De que se trata?

Conversaram por alguns momentos. Quando a dúvida foi dirimida, o estudante agradeceu e se despediu.

– Um momento, disse Einstein, quando você me encontrou, eu estava indo nesta direção ou naquela?

Admirado com a inesperada pergunta do mestre, o estudante respondeu, apontando para uma direção:

– Para lá, professor.
– Ah, obrigado, então já almocei, e se afastou tranqüilamente.

Problemas de lógica

Veja um esquema para resolver esse tipo de problema clicando AQUI. Use o esquema para resolver o problema proposto.

Alípio, Dênis e Marina são amigos e gostam de animais. Têm, em suas casas, gatos, cães e coelhos. Cada um deles tem pelo menos um desses animais, mas tem um número diferente de cada. O Dênis tem mais gatos, mas, menos cães do que Alípio. Ambos têm mais do que um coelho. Aquele que tem dois coelhos tem três cães. Quantos animais de cada tem cada amigo?

Resposta no próximo número.

Resposta da edição anterior: (Geraldo, Fiat, Campinas, tecidos); (Jonas, Ford, Botucatu, cereais); (Marcos, Chevrolet, Ourinhos, equipamentos).

Não se confunda

Algumas palavras em inglês podem confundir-nos por sua semelhança com outra do vernáculo. Não se deixe enganar. Iremos mostrar algumas delas para prevenir os leitores interessados em inglês.

physician (fizíshian) (s.) Não é físico, mas, sim, médico. Físico é physicist.

parent (párent) (s.) É o pai ou a mãe. Parents são os pais. Se você quiser se referir a parentes, deve dizer relatives. Exemplo: John is a member of the parent-teacher association. João é membro da associação de pais e mestres.

pare (pér) (v.) Não significa pare e, sim, descascar (uma fruta, por exemplo). Lembre-se de que parar é to stop. Exemplo: The women pare apples for a pie. As mulheres descascam maçãs para uma torta.

impair (impér) (v.) Não significa ímpar, mas, sim, piorar, enfraquecer, diminuir o valor. Um número par ou ímpar se diz even ou odd, respectivamente. Exemplo: Many people impair their health by wild living. Muitas pessoas pioram sua saúde por viver desregradamente.

pretend (priténd) (v.) É mais usado com o significado de fingir. O nosso pretender, ter em mente, em inglês é to intend. Exemplo: John pretends to be deaf. João se finge de surdo.

Pérolas dos vestibulares

Coleção de respostas colhidas dos exames vestibulares para ingresso em universidades
(Os comentários jocosos, em itálico, são dos professores que corrigiram as provas.)

Esta seção, embora bem-humorada, serve, também, para denunciar a baixa qualidade de ensino em nosso país. Esses candidatos foram aprovados em todos os níveis pré-universitários em nossas escolas. Estariam, portanto, qualificados para inscrever-se em cursos superiores. Não são diretamente responsáveis pelas condições de instrução em que se encontram. Merecem, por isto, nosso respeito.

11. As aves têm na boca um dente chamado bico. (Fiquei de queixo caído! Ou melhor, de porta-bicos caído.)

12. A unidade de força é o Newton, que significa a força que se tem que realizar em um metro da unidade de tempo, no sentido contrário. (O relógio desta anta deve ter cm,m e km.)

13. Lenda é toda narração em prosa de um tema confuso. (Entendeu, né? Todo discurso de político é uma Lenda.)

14. A harpa é uma asa que toca. (Imagine a definição dele para trombone de vara...)

15. A febre amarela foi trazida da China por Marco Polo. (Se Marco Polo tivesse viajado aos EUA traria a febre vermelha, dos índios.)

16. Os ruminantes se distinguem dos outros animais porque o que comem, comem por duas vezes. (Este é um grande observador da própria família.)

17. O coração é o único órgão que não deixa de funcionar 24 horas por dia. (Imagine o alívio que senti ao ler isso.)

18. Quando um animal irracional não tem água para beber, só sobrevive se for empalhado. (Deve ter sido o destino do autor da frase.)

19. A insônia consiste em dormir ao contrário. (Perfeito. Morte é viver ao contrário, não é?)

20. A arquitetura gótica se notabilizou por fazer edifícios verticais. (Melhor pular essa...)

(Contribuição de Fernando Fidalgo)

Regrinhas simples para bem escrever

Como participante do grupo "Racionalismo" da Yahoo, temos oportunidade de receber muitos emails (o grupo tem hoje mais de mil inscritos). Entre os emails há alguns que poderiam ter sido mais bem escritos. Ocorreu-nos, então, sugerir algumas regrinhas que podem ajudar os interessados a melhorar sua redação.

Hoje falaremos sobre a vírgula. Esse assunto pode ser extenso, mas vamos nos limitar ao mais elementar.

1. O papel mais elementar desse sinal gráfico de pontuação é o de separador, isto é, a vírgula é usada para separar objetos em uma lista.
Exemplo:
Maria foi ao mercado e comprou laranja, banana, pera e outras frutas. (Lembre-se de que, ao preparar um texto, após a vírgula vem um espaço.)

2. Também pode ser usada para inserir algum texto explicativo ou de outra natureza, fazendo um papel parecido com o dos parênteses. Nesta função, sempre há um par de vírgulas; uma no começo da inserção e outra no final (como no caso dos parênteses).
Exemplo:
Carlos, o jogador principal do time, estava com dores nos braços.

3. Erro muito difundido: separar o sujeito do verbo.
Exemplo:
errado: Todos os dias João, ia correr pelos campos.
certo: Todos os dias João ia correr pelos campos.
Mas, é correto: Todos os dias João, o vizinho da Maria, ia correr pelos campos. Neste caso, as vírgulas estão desempenhando o papel descrito no item 1 acima.

Efemérides

11 fev 1839: Josiah Willard Gibbs
Físico e químico norte-americano, nascido em New Haven, Connecticut, considerado o maior cientista nascido nos Estados Unidos da América. As suas aplicações da termodinâmica aos processos físicos levou à criação de Mecânica Estatística e, mais tarde, essa sua abordagem foi estendida à Mecânica Quântica. Faleceu em New Haven, em 28 de abril de 1903.

12 fev 1918: Julian S. Schwinger
Físico norte-americano. Abiscoitou o Prêmio Nobel de Física em 1965 pelos trabalhos fundamentais em eletrodinâmica quântica, com profundas implicações na Física de partículas. Faleceu em 16 de julho de 1994.

14 fev 1564: Galileo Galilei
Físico, matemático e astrônomo italiano, nascido em Pisa, é considerado o fundador do método experimental. Entrou em conflito com a Igreja devido ao seu apoio explícito às idéias de Copérnico. Quase foi conduzido à fogueira por isso. Pressionado pelo temor, renegou suas idéias, mas teve de viver o resto de sua vida em prisão domiciliar. Apenas recentemente a Igreja Católica o perdoou. Foi o primeiro a usar a Matemática para descrever os fenômenos físicos. Propôs o uso de pêndulo para relógios e desenvolveu o telescópio com o qual descobriu as crateras lunares, as manchas solares, os satélites de Júpiter e as fases de Mercúrio. Faleceu em Arcetri, nas proximidades de Florença, em 8 de janeiro de 1642.

15 fev 1850: Sonja (ou Sofia) Kowalewski
Matemática russa, nascida em Moscou. Notabilizou-se por suas valiosas contribuições para a teoria das equações diferenciais. Em 1888 ganhou o prêmio Borodin, da Academia de Ciências da Suécia, por seu trabalho sobre a rotação de um corpo rígido em torno de um ponto. Esse trabalho foi tão notável que dobraram o valor do prêmio. Faleceu em Estocolmo, em 10 de fevereiro de 1891.

18 fev 1745: Alessandro Volta
Físico italiano, conhecido especialmente pela invenção da bateria. Mais tarde, viria a receber o título de conde. Faleceu em Como em 5 de março de 1827.

19 fev 1473: Nicolaus Copérnico
Astrônomo polonês, nascido em Torun. Numa época em que a Terra era tida como o centro do universo, Copernicus revolucionou o mundo intelectual propondo o sistema heliocêntrico. Ele afirmou que a Terra girava em torno de si própria e translava em torno do Sol. Faleceu em Frauenburg, Prússia, hoje cidade polonesa chamada Frembork, em 24 de maio de 1543.

20 fev 1844: Ludwig Eduard Boltzmann.
Físico austríaco, nascido em Viena. Sua contribuição mais importante foi para o desenvolvimento da Mecânica Estatística. Foi um dos primeiros a reconhecer a teoria eletromagnética de Maxwell. Derivou a lei geral que rege a distribuição de energia num sistema e enunciou o teorema da equipartição de energia. Foi muito mal compreendido pelo seus contemporâneos que não perceberam a natureza estatística da sua abordagem dos problemas. Os ataques constantes dos colegas à sua teoria finalmente deixaram-no muito cansado e, em profunda depressão, acabou suicidando-se, em Duino, Itália, em 5 de setembro de 1906.

Almanaque - Edição 3 - Março 2008

Físicos, matemáticos, engenheiros e quejandos

São muitas as histórias que se contam tendo Albert Einstein como protagonista. Quase todas são apócrifas. O que você acha destas?



Certa ocasião Einstein estava esperando um ônibus em Princeton. Quando um deles se aproximava, não conseguindo ler a bandeira por haver esquecido os óculos no trabalho, perguntou à pessoa que estava ao lado:
– O senhor poderia dizer-me para onde vai esse ônibus?
– Sinto muito, senhor. Também sou analfabeto.



O famoso violinista Isaac Stern, durante algum tempo, foi vizinho de Einstein em Princeton, EUA. Quando este soube, manifestou o desejo de tocar violino com Stern, que, relutante, somente aceitou diante da grandiosidade e fama do cientista. No dia do duo violinístico, após algumas tentativas, Stern impacientemente baixou seu violino, dirigiu um olhar desesperado a Einstein e disse:
– Caramba, você não sabe contar? Um, dois, três, quatro, um, dois, três, quatro, um, ...


Noutra ocasião, deixou cair os óculos no chão e uma jovem os apanhou e entregou ao mestre.
– Muita gentileza sua, minha jovem. Qual é o seu nome? E ela respondeu:
– Irene, papai.

O sorriso

Alan Lightman (tradução de Valdir Aguilera)

Ele e ela estavam no desembarcadouro admirando o lago e as ondas sobre a água. Não tinham notado a presença um do outro. (Leia até o fim.)

O homem se vira e inicia-se uma seqüência de eventos que enviam-lhe informações sobre ela. A luz refletida do corpo dela entra instantaneamente na pupila dos olhos dele, na razão de dez trilhões de partículas de luz por segundo. Uma vez na pupila de cada olho, a luz passa através de lentes ovalóides, e depois, através de uma substância gelatinosa, transparente que enche o globo ocular, e finalmente aterriza na retina, onde é recolhida por cem milhões de células cuneiformes e cilíndricas.

Após cerca de trinta segundos – depois de várias centenas de trilhões de partículas de luz refletida terem penetrado nos olhos do homem e sido processadas –, a mulher diz "alô". Imediatamente, moléculas de ar são comprimidas, descomprimidas, novamente comprimidas, partindo de suas cordas vocais e viajando num movimento ondulatório até os ouvidos do homem. O som cobre a distância dela até ele (seis metros) em um cinqüenta avos de segundo.

Notícias do alô da mulher, em forma elétrica, disparam ao longo de neurônios do nervo auditivo e atingem, através do tálamo no cérebro do homem, uma região especializada do córtex cerebral, para continuar sendo processadas. Em seguida, uma grande parte dos trilhões de neurônios do cérebro do homem se envolve na computação dos dados visuais e auditivos que acabam de chegar. Conexões de sódio e potássio se abrem e se fecham. Correntes elétricas atravessam longas fibras neurônicas. Moléculas fluem da extremidade de um nervo para o seguinte.

Tudo isso é conhecido. O que não se sabe é por que, após cerca de um minuto, o homem se aproxima da mulher e sorri.

Problemas de lógica

Veja um esquema para resolver esse tipo de problema clicando AQUI. Use o esquema para resolver o problema proposto.

Carlos, Francisco, Mário e Sérgio são mecânico, executivo, dentista e professor, não necessariamente respectivamente. Seus salários são expressos em números inteiros de reais. Sabe-se, também que

1) o mecânico ganha o dobro do que ganha o professor; o executivo ganha o dobro do que ganha o mecânico; e, o dentista ganha o dobro do que ganha o executivo.
2) Carlos ganha menos do que Francisco, mas, Francisco não ganha o dobro do que Carlos ganha.
3) Sérgio ganha exatamente R$ 3.776,00 a mais do que Carlos.

Qual é a profissão de cada um?

Resposta na próxima edição.

Resposta da edição anterior:

Alípio: 2 coelhos, 1 gato, 3 cães.
Dênis: 3 coelhos, 2 gatos, 1 cão.
Marina: 1 coelho, 3 gatos, 2 cães.

Não se confunda

Algumas palavras em inglês podem confundir-nos por sua semelhança com outra do vernáculo. Não se deixe enganar. Iremos mostrar algumas delas para prevenir os leitores interessados em inglês.

watermelon (uótermélon) s. Não é melão d'água, coisa que não existe, mas, sim, melancia.

fabric (fébrec) s. É mais usada para significar tecido, pano. Raramente tem o sentido de fábrica. Neste caso é preferível usar factory. Exemplo: She is wearing a dress made with exquisite fabric. Ela está usando um vestido feito com tecido fino.

exquisite (éksquêset) adj. Não significa esquisito, mas, sim, fino, delicado. Exemplo: Mary has an exquisite taste. Maria tem um fino paladar. John is an exquisite person. João é uma pessoa requintada.

exit (êczet) s. Não significa êxito, mas, sim, saída. Em países de fala inglesa é uma sinalização bastante comum para indicar a saída em lojas, supermercados, teatros, bibliotecas, ônibus, estradas, etc. A entrada é indicada com a palavra entrance.

push (puch) v. Não quer dizer puxar. Ao contrário, significa empurrar, apertar, pressionar. Em países de fala inglesa é comum ver a indicação push nas portas de estabelecimentos. A semelhança fonética com o nosso puxe geralmente nos confunde levando-nos a puxar a porta em vez de empurrá-la.

longe (lândge) s. Não quer dizer longe, mas, sim, rédea para orientar e treinar cavalos.

mica (máique) s. Não é a mulher do mico, mas, sim, o mineral mica, também conhecido como malacacheta.

Pérolas dos vestibulares

Coleção de respostas colhidas dos exames vestibulares para ingresso em universidades
(Os comentários jocosos, em itálico, são dos professores que corrigiram as provas.)

Esta seção, embora bem-humorada, serve, também, para denunciar a baixa qualidade de ensino em nosso país. Esses candidatos foram aprovados em todos os níveis pré-universitários em nossas escolas. Estariam, portanto, qualificados para inscrever-se em cursos superiores. Não são diretamente responsáveis pelas condições de instrução em que se encontram. Merecem, por isto, nosso respeito.

21. A diferença entre o Romantismo e o Realismo é que os românticos escrevem romances e os realistas nos mostram como está a situação do país. (É... e ainda faltam várias para corrigir...)

22. O Chile é um país muito alto e magro. (Confundiu o Chile com o nosso ex-Vice-Presidente, Marco Maciel.)

23. As múmias tinham um profundo conhecimento de anatomia. (Para mim, a mais "marcante" de todas.)

24. Na Grécia, a democracia funcionava muito bem porque os que não estavam de acordo se envenenavam. (Pensando bem, não é má idéia. O difícil é convencer as pessoas.)

25. A prosopopéia é o começo de uma epopéia. (E uma centopéia deve ser 100 epopéias.)

26. Os crustáceos fora d'água respiram como podem. (Coragem, faltam poucas prá comentar...)

27. As plantas se distinguem dos animais por só respirarem à noite. (Que perspicácia!)

28. Os hermafroditas humanos nascem unidos pelo corpo. (E, os xifópagos são indivíduos bi-sexuais...)

29. As glândulas salivares só trabalham quando a gente tem vontade de cuspir. (Bem, já que cheguei até aqui... vamos adiante!)

30. Os estuários e os deltas foram os primitivos habitantes da Mesopotâmia. (Que que é iiiiiiisso?!)

(Contribuição de Fernando Fidalgo)

Regrinhas simples para bem escrever

Como participante do grupo "Racionalismo" da Yahoo, temos oportunidade de receber muitos emails (o grupo tem hoje mais de mil inscritos). Entre os emails há alguns que poderiam ter sido mais bem escritos. Ocorreu-nos, então, sugerir algumas regrinhas que podem ajudar os interessados a melhorar sua redação.

Hoje vamos tratar de redundâncias, ou tautologias. Consistem na repetição de uma idéia, com palavras diferentes, mas com o mesmo sentido. Devem ser evitadas.

Exemplos de redundância:

- em duas metades iguais (basta dizer duas metades; se não forem iguais não serão metades.)
- subir para cima (gostaria de ver alguém subindo para baixo.)
- descer para baixo (ou descendo para cima.)
- há anos atrás ('há anos' já indica passado.)
- vereador da cidade (você já viu um vereador do estado, ou da união?)
- detalhes minuciosos (se não são minuciosos não são detalhes.)
- anexo junto à carta (você conseguiria anexar separadamente?)
- acabamento final (ou está acabado ou não está.)
- conviver junto (você pode imaginar duas pessoas convivendo separadamente?)
- fato real (se é um fato, somente pode ser real.)
- encarar de frente (só se tiver um olho na nuca para poder encarar de trás.)
- multidão de pessoas (gostaria de ver uma multidão de gatos.)
- amanhecer o dia (ou seria anoitecer a noite?)
- criação nova (se não é nova, não pode ser criação.)
- surpresa inesperada (se for esperada, não será surpresa.)
- empréstimo temporário (bem que muitos gostariam de um empréstimo permanente!)
- gritar bem alto (ou está gritando ou não está).

(Colaboração de Glaci Ribeiro da Silva)

Efemérides

03 mar 1845: Georg Ferdinand Ludwig Philipp Cantor
Matemático russo, nascido em São Petersburg. Fundador da teoria dos conjuntos. Introduziu o conceito de números transfinitos. Faleceu em Halle, Alemanha, em 6 de janeiro de 1918.

14 mar 1879: Albert Einstein
Físico alemão, nascido em Ulm. Considerado um dos gênios do século e mais conhecido pela sua Teoria da Relatividade Restrita. Criou também a Teoria da Relatividade Geral, ou mais apropriadamente, Teoria da Gravitação. Entretanto, o prêmio Nobel de Física que ganhou foi em razão da explicação que deu do efeito fotoelétrico e, genericamente, por seus trabalhos em Física Teórica. A partir de 1933, passou a residir em Princeton, Nova Jersey, onde trabalhou pelo resto de sua vida dedicando-se, principalmente, a encontrar uma teoria de unificação das leis físicas. Nunca aceitou a interpretação estatística da Mecânica Quântica. Neste sentido, é sua a famosa frase: Por acaso Deus joga dados? Quando visitou o Brasil, teria dito que é impossível citar os maiores físicos teóricos do mundo sem incluir Mario Schenberg. Faleceu em Princeton, em 18 de abril de 1955.

16 mar 1825: Camilo Castelo Branco
Escritor português, nascido em Lisboa. Foi uma das maiores figuras literárias de Portugal do século 19. Suas numerosas obras literárias incluem desde melodramas românticos até trabalhos que seguem a estética realista. Um dos maiores conhecedores do idioma português. Faleceu em Seide, em 1 de junho de 1890.

21 mar 1768: Jean-Baptiste-Joseph Fourier
Matemático francês, nascido em Auxerre. Também egiptologista. Teve grande influência no desenvolvimento da física matemática em conseqüência do seu livro Théorie Analytique de la Chaleur, publicado em 1822. Contribuiu significativamente para o desenvolvimento da teoria das funções de uma variável real. Faleceu em Paris, em 16 de maio de 1830.

23 mar 1749: Pierre-Simon de Laplace
Matemático, astrônomo e físico francês, nascido em Beaumont-en-Auge. Seus trabalhos mais notáveis foram sobre mecânica celeste e teoria analítica das probabilidades. Faleceu em Paris, em 5 de março de 1827.

23 mar 1882: (Amalie) Emmy Noether
Matemática alemã, nascida em Erlangen. Suas importantes contribuições para o desenvolvimento da Álgebra Superior conferiram-lhe o reconhecimento de algebrista mais criativa dos tempos modernos. Faleceu em Bryn Mawr, E.U.A., em 14 de abril de 1935.

27 mar 1845: Wilhelm Conrad Roentgen
Físico prussiano, nascido em Lennep. Por sua descoberta dos raios X, recebeu o primeiro prêmio Nobel de Física, em 1901. Faleceu em Munique, em 10 de fevereiro de 1923.

31 mar 1596: René Descartes
Matemático e filósofo francês, nascido em La Haye. Tem sido considerado o pai da filosofia moderna. Sua obra mais conhecida talvez seja o Discurso do Método, onde aparece a famosa afirmação Penso, logo existo. Faleceu em Estocolmo, em 1 de fevereiro de 1650.

31 mar 1906: Shin'ichiro Tomonaga
Físico japonês, nascido em Kyoto. Juntamente com Feynman e Schwinger, recebeu, em 1965, o prêmio Nobel de Física, pelos trabalhos que conduziram ao casamento (consistência) da Eletrodinâmica Quântica com a Teoria da Relatividade Restrita. Faleceu em Tokio, em 8 de julho de 1979.

Almanaque - Edição 4 - Abril 2008

Físicos, matemáticos, engenheiros e quejandos

Um engenheiro, um físico e um matemático estavam observando uma casa que estava em chamas. O corpo de bombeiro já havia chegado e estava em ação. O engenheiro disse:
— Vão precisar de cinco toneladas de água para apagar o incêndio.
— Considerando-se as enormes dimensões da casa, acho que é pouca água, disse o físico.
O matemático, após um longo tempo meditando, concluiu:
— O problema tem solução e é única.
   
    Um matemático procura um amigo e diz:

— Preciso arrumar uma amante.
— Por quê?
— Ao não chegar em casa à noite, minha mulher pensará que estou com a amante e esta pensará que estou com minha mulher. Enquanto isso, posso ficar trabalhando sossegado na universidade.

Problemas de lógica

Veja um esquema para resolver esse tipo de problema clicando AQUI. Use o esquema para resolver o problema proposto.

Anita, Jaci, João, Miguel e Paula são escoteiros e gostam de ajudar suas vizinhas (Beatriz, Benta, Judite, Maria e Teresa).

Cada dia da semana corresponde a um deles ajudar uma vizinha (diferente a cada dia).

A partir das dicas abaixo, descobrir em qual dia da semana cada escoteiro ajudou quem fazendo o quê (cozinhar, fazer compras, escrever uma carta, cortar grama, receber a aposentadoria).

1) Uma das vizinhas ficou muito feliz por receber um delicioso almoço no domingo.
2) João foi quem ajudou a Sra. Beatriz um dia antes de Jaci fazer as compras para sua vizinha.
3) A Sra. Benta, que não enxerga bem, ficou muito grata quando um dos escoteiros escreveu uma carta para ela.
4) A Sra. Judite foi ajudada na quinta-feira.
5) Quarta-feira foi o dia em que Anita fez sua boa ação.
6) A grama foi cortada um dia antes de a Sra. Teresa receber ajuda.
7) Paula não foi receber o auxílio-aposentadoria de sua vizinha.

Resposta na próxima edição.

Resposta da edição anterior:
(Carlos, professor); (Francisco, dentista); (Mario, mecânico); (Sérgio, executivo)

Não se confunda

Algumas palavras em inglês podem confundir-nos por sua semelhança com outra do vernáculo. Não se deixe enganar. Iremos mostrar algumas delas para prevenir os leitores interessados em inglês.

actually (áctuali) (adv.) Não é atualmente, mas, sim, na realidade, em rigor. Actually it was not so. Em rigor, não foi assim.

beef (bif) (s.) Não é bife, mas, sim, carne de boi.

grave (grêiv) Como adjetivo, corresponde ao nosso grave, sério. Como verbo, corresponde ao nosso gravar. Mas, como substantivo, indica o lugar para onde todos vamos: cova, sepultura.

library (Láibrarí) (s.) Não é livraria, mas, sim, biblioteca. Para livraria, diz-se book store.

render (rêndar) (v.) Nem sempre significa "render". Muitas vezes tem acepção de "dar em troca", "entregar", "proporcionar". Veja os exemplos: See that none render evil for evil. Que ninguém pague (dê em troca) o mal com o mal. Mary left a book to John which was never rendered to him. Maria deixou um livro para o João que nunca lhe foi entregue. Schools are institutions which render great benefits to any nation. Escolas são instituições que proporcionam grandes benefícios para qualquer nação.

Pérolas dos vestibulares

Coleção de respostas colhidas dos exames vestibulares para ingresso em universidades
(Os comentários jocosos, em itálico, são dos professores que corrigiram as provas.)

Esta seção, embora bem-humorada, serve, também, para denunciar a baixa qualidade de ensino em nosso país. Esses candidatos foram aprovados em todos os níveis pré-universitários em nossas escolas. Estariam, portanto, qualificados para inscrever-se em cursos superiores. Não são diretamente responsáveis pelas condições de instrução em que se encontram. Merecem, por isto, nosso respeito.

31. O objetivo da Sociedade Anônima é ter muitas fábricas desconhecidas. (O Tráfico de Drogas é a maior das S.A's. A frase seguinte é ainda pior...)

32. As Sociedades são Anônimas por que seus sócios não precisam demostrar carteirinha. (O 'não precisam demostrar' só não é pior do que o surrado bordão da moçada : tipo assim... )

33. A Previdência Social assegura o direito à enfermidade coletiva. (Faz sentido. O seu Plano de Saúde só servirá na ocorrência de epidemias, não é?)

34. A respiração anaeróbica é a respiração sem ar que não deve passar de três minutos. (Meu medo é descobrir que um quadrúpede desses foi meu aluno...)

35. O calor é a quantidade de calorias armazenadas numa unidade de tempo. (Fala a verdade: não te dá uma sensação de vazio, impotência ...?)

36. Antes de ser criada a Justiça, todo mundo era injusto. (UFA, esta foi a última...)

37. O sero mano tem uma missão.... (A minha, por exemplo, é ter que ler isso!)

38. O Euninho já provocou secas e enchentes calamitosas... (Levei uns minutos para identificar El Niño...)

39. O problema ainda é maior se tratando da camada Diozanio! (Eu não sabia que a camada tinha esse nome bonito.)

40. Enquanto isso os Zoutros... tudo baixo nive... (Seja você mesmo!)

(Contribuição de Elenir Aguilera de Barros e Fernando Fidalgo)

Regrinhas simples para bem escrever

Como participante do grupo "Racionalismo" da Yahoo, temos oportunidade de receber muitos emails (o grupo tem hoje mais de mil inscritos). Entre os emails há alguns que poderiam ter sido mais bem escritos. Ocorreu-nos, então, sugerir algumas regrinhas que podem ajudar os interessados a melhorar sua redação.

A regrinha de hoje é bastante simples: evite escrever textos longos. Sentenças longas e com pontuação deficiente trazem obscuridade e desconforto aos leitores. Veja este exemplo para entender a razão da regrinha:

João sempre foi um colaborador incansável que alargou seus conhecimentos e acumulou experiências com José na bela cidade de Oiticica que visitou várias vezes ao longo dos últimos anos e onde acabou conhecendo Maria hoje trabalhando em outra cidade, e também Josefina e Antonieta, vindo a se encontrar mais tarde com Antunes em Pântano Largo com quem colaborou para a criação naquela cidade da empresa comercial Secos & Molhados que recebia produtos de toda a região e mesmo do exterior, empresa essa que teve notável progresso devido principalmente ao bom direcionamento que deu aos negócios e à forma honesta de tratar os fregueses reconhecida e elogiada por todos dedicou-se muito a essa empresa mas por compromissos profissionais teve de se mudar para Laranjal onde demonstrou mais uma vez seu espírito empreendedor fundando uma associação local destinada a plantação de batatas e que logo se viu crescendo com um número de associados cada vez maior.

Efemérides

09 abr 1869: Élie-Joseph Cartan
Matemático francês, nascido em Dolomieu. Desenvolveu a teoria dos grupos de Lie e contribuiu para a teoria das subálgebras. Faleceu em Paris em 6 de maio de 1951.

15 abr 1707: Leonard Euler
Físico e matemático suíço, nascido em Basilea. É considerado o pai da geometria analítica moderna. Introduziu o uso do cálculo infinitesimal para desenvolver a Mecânica. Também desenvolveu uma teoria para explicar os movimentos da lua (problema de três corpos) e foi pioneiro na ciência da Hidrodinâmica. Faleceu em São Petersburgo em 18 de setembro de 1783.

16 abr 1845: Julio Ribeiro
Escritor e gramático brasileiro, nascido em Sabará-MG. Não há acordo sobre o dia em que nasceu. Alguns biógrafos apontam como sendo 10 de abril. Criador da bandeira do estado de São Paulo, concebida em 1888 para ser a bandeira da República. Foi membro da Academia Brasileira de Letras. Anticlerical e ardoroso representante do Naturalismo, movimento fundado pelo francês Émile Zola. A Carne, publicado em 1888, é seu romance mais conhecido, possivelmente a sua obra-prima. Faleceu em Santos em 01 de novembro de 1890.

19 abr 1883: Getúlio Dorneles Vargas
Nascido em São Borja (RS), foi presidente do Brasil duas vezes: 1930-1945 e 1951-1954. Após ter sido derrotado como candidato à presidência em 1930 (na época governador do estado do Rio Grande do Sul), conduziu uma revolução que o levou ao poder. Manteve a Assembléia Constituínte até 1937, quando decidiu governar por si mesmo criando o Estado Novo. Durante seu segundo mandato, diante dos sucessivos escândalos que abalaram o seu governo, suicidou-se no Rio de Janeiro em 24 de agosto de 1954.

21 abr 1792: Execução e morte de Joaquim José da Silva Xavier
Nascido em Pombal (MG) em 16 de agosto de 1746 ou 12 de novembro de 1748, é mais conhecido como Tiradentes, por ter sido dentista. Grande patriota e mártir, organizou e liderou a primeira grande insurreição contra o governo português no Brasil. Considerado herói nacional, é também lembrado como um dos precursores dos movimentos de independência na América Latina. A execução se deu no Rio de Janeiro.

23 abr 1858: Max Karl Ernst Ludwig Planck
Físico alemão nascido em Kiel. Sua teoria quântica e a teoria da relatividade, de Einstein, inauguraram a era moderna da Física. Seus primeiros trabalhos, influenciados por Clausius, foram em termodinâmica. Depois dedicou-se ao estudo das propriedades físicas do corpo negro. Foi nessa ocasião que ele introduziu a idéia revolucionária da quantização da energia. Demorou muito para Planck acreditar nos quantos que ele mesmo descobriu, apesar dos trabalhos de Einstein (efeito foto-elétrico) e de Bohr (modelo atômico). Recebeu o prêmio Nobel de Física em 1918. Faleceu em Gotemburgo em 4 de outubro de 1947.

25 abr 1900: Wolfgang Pauli
Físico austríaco nascido em Viena. Passou a maior parte de sua vida em Zurique. Uma de suas contribuições mais importantes à Física Moderna é o descobrimento do Princípio de Exclusão de Pauli. Foi ele quem por primeira vez propôs a existência do neutrino (descoberto apenas 30 anos depois). Recebeu o prêmio Nobel de Física em 1945. Faleceu em Zurique em 15 de dezembro de 1958.

29 abr 1854: Henri Jules Poincaré
Matemático, cosmólogo e filósofo da ciência francês, nascido em Nancy, Lorena. Mais conhecido pelas suas inúmeras contribuições para a Matemática (pura e aplicada) e Mecânica Celeste. Considerado por muitos como o último universalista. Faleceu em Paris em 17 de julho de 1912.

30 abr 1777: Johann Karl Friederich Gauss
Matemático alemão nascido em Brunswick num pobre casebre. Inventou o método conhecido como mínimos quadrados e fez muitas contribuições para a Teoria dos Números. Descobriu uma geometria não-euclidiana. Tornou-se célebre quando mostrou como redescobrir o asteróide Ceres, cujas coordenadas haviam sido perdidas. Mais tarde interessou-se pelo estudo do magnetismo, em particular do magnetismo terrestre. Também é lembrado pelas suas contribuições à Estatística e ao Cálculo Infinitesimal. Faleceu em Gotemburgo em 23 de fevereiro de 1855.

Almanaque - Edição 5 - Maio 2008

Físicos, matemáticos, engenheiros e quejandos

O matemático chega em casa altas horas da noite e encontra a mulher com aparência ameaçadora.

– Sei que estou chegando tarde, querida. Mas, veja o que foi que aconteceu. Deixei a universidade até um pouco mais cedo do que o usual. No caminho de casa, vi uma moça olhando desanimadamente o seu carro. O pneu estava murcho e a roda tinha de ser trocada. Claro que me aproximei e fiz a troca para ela. Então, dizendo estar bastante agradecida, convidou-me a tomar um cafezinho em seu apartamento. Ela o fez com tanta elegância e sinceridade que me foi impossível declinar do convite. Além disso, ela era belíssima.

 
Olhando humildemente para o chão continuou:

–  No seu apartamento, em vez de café tomamos uns aperitivos e começamos uma conversa bastante animada. Em pouco tempo ela me seduziu e acabamos indo para a cama onde nos divertimos um pouquinho. Sinto dizer-lhe isso querida, mas, você compreende, a carne é fraca e ela era tão linda ... . Por favor, me perdoe.

–  Mentira sua. Você esteve trabalhando outra vez. Posso ver as marcas de giz nas suas calças, gritou a mulher descendo o pau de macarrão.

Problemas de lógica

Veja um esquema para resolver esse tipo de problema clicando AQUI. Use o esquema para resolver o problema proposto.

  Cinco pessoas, de nome Duro, Semgaita, Quebrado, Liso e Falido, são vizinhos e moram em casas de números 2, 5, 8, 11 e 14, não respectivamente. Estão devendo aluguéis, e não têm dinheiro para pagar, nos valores de R$ 100,00, R$ 200,00, R$ 250,00, R$ 300,00 e R$ 350,00, também não respectivamente. Quando o cobrador aparece na esquina, cada um se esconde num lugar (casa do cachorro, banheiro da empregada, porão, sótão, armário). A partir das dicas abaixo, encontrar onde mora cada um, quanto deve e onde se esconde.

1) Quem mora na casa 5, que não é a do Sr. Quebrado, deve R$ 200,00.
2) Quem mora na casa 14 não deve R$ 250,00.
3) O morador da casa 8 sempre se esconde na casa do cachorro quando o cobrador aparece.
4) Aquele que deve R$ 300,00 corre para o sótão.
5) O Sr. Falido é o que deve mais. O número de sua casa é o seguinte ao da casa cujo morador se esconde no porão, e é anterior ao da casa do Sr. Semgaita.
6) Não é o Sr. Semgaita que se esconde no banheiro da empregada.
7) O Sr. Duro se aperta no armário. Não é o que deve menos.

Resposta na próxima edição.

Resposta da edição anterior:

(Domingo, Paula cozinhou para Dona Maria.);
(Segunda, João cortou a grama para Dona Beatriz.);
(Terça, Jaci fez compras para Dona Teresa.);
(Quarta, Anita escreveu a carta para Dona Benta.);
(Quinta, Miguel recebeu a aposentadoria para Dona Judite.)

Não se confunda

Algumas palavras em inglês podem confundir-nos por sua semelhança com outra do vernáculo. Não se deixe enganar. Iremos mostrar algumas delas para prevenir os leitores interessados em inglês.

arab (árab) Na combinação street arab, significa garoto de rua, sem teto, abandonado. Arabian Nights são as famosas Mil e Uma Noites.

bondage (bônddji) s. Não é bondade coisa nenhuma. Significa coisa bem diferente: servidão, escravidão.

dairy (dêirí) s. Pensa que é diário? Não é não. Essa palavra significa leiteria, lugar onde se vende produtos lácteos.

infectuous (inféc-tshas) Significa contagiante, contagioso (aplicado a doenças ou outras manifestações). Nada, portanto, de infeccioso. Veja o exemplo seguinte. Mary has an infectuous smile. Maria tem um sorriso contagiante.

realize (rialáizi) v. Pode significar "realizar", mas, seu uso mais corrente é como "perceber", "ter perfeita consciência de". John realized that it was too late to do anything else. João percebeu que era muito tarde para fazer alguma outra coisa.

Pérolas dos vestibulares

Coleção de respostas colhidas dos exames vestibulares para ingresso em universidades
(Os comentários jocosos, em itálico, são dos professores que corrigiram as provas.)

Esta seção, embora bem-humorada, serve, também, para denunciar a baixa qualidade de ensino em nosso país. Esses candidatos foram aprovados em todos os níveis pré-universitários em nossas escolas. Estariam, portanto, qualificados para inscrever-se em cursos superiores. Não são diretamente responsáveis pelas condições de instrução em que se encontram. Merecem, por isto, nosso respeito.

41. A situação tende a piorar: os madeireiros da Amazônia destroem a Mata Atlântica da região. (E, além de tudo, viajam prá caramba, heim?)

42. O que é de interêsse coletivo de todos nem sempre interessa a ninguém individualmente. (Entendeu?)

43. Não preserve apenas o meio ambiente e sim todo ele. (Faz sentido.)

44. O grande problema do Rio Amazonas é a pesca dos peixes. (Achei que fosse a pesca dos pássaros.)

45. É um problema de muita gravidez. (Com certeza... se seu pai usasse preservativo, não leríamos isso!)

46. A AIDS é transmitida pelo mosquito AIDES EGIPSIO. (Sem comentário.)

47. Já está muito de difícel de achar os pandas na Amazônia. (Que pena. Também ursos e elefantes sumiram de lá.)

48. A natureza brasileira tem 500 anos e já está quase se acabando. (Foi trazida nas caravelas, certo?)

49. O cerumano no mesmo tempo que constrói, também destrói, pois nós temos que nos unir para realizarmos parcerias juntos. (Não conte comigo.)

50. Na verdade, nem todo desmatamento é tão ruim. Por exemplo, o do Aeds Egipte seria um bom beneficácio para o Brasil. (Vamos trocar as fumaças pelas moto-serras.)

Regrinhas simples para bem escrever

Como participante do grupo "Racionalismo" da Yahoo, temos oportunidade de receber muitos emails (o grupo tem hoje mais de mil inscritos). Entre os emails há alguns que poderiam ter sido mais bem escritos. Ocorreu-nos, então, sugerir algumas regrinhas que podem ajudar os interessados a melhorar sua redação.

Usos da vírgula

Aprendemos, na escola, que a vírgula serve para separar os elementos de uma lista. Por exemplo: No supermercado encontramos frutas diversas como bananas, laranjas, abacates, melões e abacaxis. Outro exemplo na mesma linha: Na festa do João havia muita gente, doces e salgados à vontade, espaço onde se via muitas pessoas dançando, grupos em conversas animadas e garotos fazendo suas estrepolias.

Contudo, esse aparentemente insignificante sinal gráfico, desempenha outros papéis em frases. Alguns de importância vital para o entendimento do texto. Eis um exemplo retirado de uma edição recente de um jornal de grande circulação no Brasil: O rapaz usou o carro que o pai lhe deu para roubar o banco. A interpretação imediata do texto é esta: O pai deu ao filho um carro para roubar o banco. Que pai desnaturado, não é verdade?! Pensaríamos de forma diferente se o autor da frase não tivesse economizado vírgulas e tivesse escrito: O rapaz usou o carro, que o pai lhe deu, para roubar o banco. Aqui, a vírgula foi usada para separar elementos dentro de uma frase, dando ao texto um sentido diferente.

Um erro muito freqüente é usar uma vírgula separando o sujeito do verbo. Por exemplo: Carlos sempre apressado, acabou escorregando e caindo. O certo é: Carlos sempre apressado acabou escorregando e caindo.

Ou, melhor ainda, Carlos, sempre apressado, acabou escorregando e caindo. Perguntarão alguns: Neste caso, o sujeito (Carlos) não ficou separado do verbo? A resposta é sim e não. Sim, porque ficou distante do verbo; não, porque em casos semelhantes as vírgulas (e seu conteúdo) "se anulam", portanto não estão separando o sujeito do verbo. Este papel das vírgulas é semelhante ao dos parênteses, quando os abrimos e fechamos para introduzir algum elemento numa frase. Compare com o exemplo acima em que um pai deu um carro para o filho.

Teste: No texto da regrinha de hoje há um erro proposital. Você o encontrou?

É hora do recreio

   Impossível não rir.

Portanto, vamos nos permitir alguns momentos para relaxar. Clique na foto e vejam o que faz este nenê.
Depois me digam se gostaram.
Duração: 1 minuto e 30 segundos, aproximadamente.
          

Efemérides

10 maio 1746: Gaspard Monge
Matemático e acadêmico francês, conde de Péluse, nascido em Beaune. Foi um dos fundadores da famosa e tradicional École Polytechnique, de Paris. Inventor da Geometria Descritiva. Fez parte da comissão de cientistas que acompanhou Napoleão ao Egito. Fez contribuições importantes à Teoria das Equações Diferenciais Parciais. Faleceu em Paris, em 28 de julho de 1818.

11 maio 1918: Richard P. Feynman
Nasceu em Nova York. Certamente o mais notável físico norte-americano de toda a história, foi um dos pioneiros da eletrodinâmica quântica. Prêmio Nobel de Física de 1965. Faleceu em Los Angeles, em 15 de fevereiro de 1988.

15 maio 1859: Pierre Curie
Físico francês nascido em Paris. Notabilizou-se por seus trabalhos em cristalografia, radioatividade, pizoeletricidade e magnetismo. Juntamente com sua mulher, Marie (Madame) Curie, ganhou o prêmio Nobel de Física de 1903. Faleceu em Paris, em 19 de abril de 1906.

18 maio 1883: Eurico Gaspar Dutra
Marechal do exército brasileiro, nascido em Cuiabá. Foi Presidente da República de 31 de janeiro de 1946 a 31 de janeiro de 1951. Durante seu governo, foi redigida uma nova constituição, foi abolido o jogo no país, foi inaugurada a Companhia Siderúrgica de Volta Redonda, cancelou-se o registro do partido comunista, romperam-se as relações diplomáticas com a Rússia, encampou-se a Estrada de Ferro Leopoldina. Após o seu mandato, recolheu-se à vida privada. Faleceu no Rio de Janeiro, em 11 de junho de 1974.

21 maio 1921: Andrei Dimitrievich Sakharov
Físico soviético nascido em Moscou. Desempenhou papel fundamental no desenvolvimento da primeira bomba de hidrogênio soviética. Mais tarde, pregou o desarmamento nuclear internacional. Tornou-se o líder dos dissidentes soviéticos. Em 1975, foi agraciado com o Prêmio Nobel da Paz. Faleceu em Moscou, em 14 de dezembro de 1989.

Almanaque - Edição 6 - Junho 2008

Físicos, matemáticos, engenheiros e quejandos







   Um professor deu uma prova em forma de testes. Os alunos tinham de responder 'sim' ou 'não' em cada teste. Um dos alunos, que certamente não tinha estudado para a prova, atirava uma moeda para cima e via se dava 'cara' ou 'coroa'. Se desse 'cara', respondia 'sim'; se desse 'coroa', respondia 'não'.

Depois de algum tempo, todos os alunos entregaram a prova, exceto aquele da moeda. O professor aproximou-se dele e perguntou:

– Por que você não entrega sua prova?

– Estou conferindo minhas respostas, respondeu o aluno lançando a moeda.
       
Uma empresa precisava de alguns empregados. Os candidatos deveriam se submeter a um teste. Ao primeiro deles foi perguntado:

– Responda rapidamente: quanto dá dois vezes dois?
– Cinco, respondeu imediatamente o candidato.
– Errou! A resposta é quatro.
– Ora! Afinal este é um teste de rapidez ou de precisão?

Problemas de lógica

Veja um esquema para resolver esse tipo de problema clicando AQUI. Use o esquema para resolver o problema proposto.

Alexandre, Carlos, Francisco, Humberto e Sérgio estudavam Biologia, Comunicação, Engenharia, Física e Matemática, não respectivamente. Ficaram aborrecidos com os apelidos que os colegas lhes tinham dado, a saber, Barriga, Biscoito, Bolinho, Goiaba e Vareta, não respectivamente, e decidiram deixar a universidade e tentar vida nova como comerciante, corretor, feirante, taxista e vendedor, também não respectivamente. A partir das deixas abaixo, descobrir o apelido de cada um, o que estudava e sua nova atividade.
1. Humberto, que agora é um feliz corretor, não é o Vareta.
2. Quem estudava Biologia é, agora, comerciante.
3. Aquele que estudava Engenharia, cujo verdadeiro nome começa com F ou H, não é o Barriga.
4. Biscoito sempre consegue vender todas as frutas e verduras em seu novo negócio.
5. Alexandre era muito querido pelos seus colegas de Comunicação.
6. Sérgio, o Bolinho, não é o matemático que não virou vendedor.
7. Vareta, que estudava Física, não é vendedor; nem ele nem Biscoito têm Francisco como nome de nascimento.

Resposta na próxima edição.

Resposta da edição anterior:

(2, Duro, armário, 250)
(5, Liso, porão, 200)
(8, Falido, banheiro da empregada, 350)
(11, Semgaita, sótão, 300)
(14, Quebrado, casa do cachorro, 100)


Não se confunda

Algumas palavras em inglês podem confundir-nos por sua semelhança com outra do vernáculo. Não se deixe enganar. Iremos mostrar algumas delas para prevenir os leitores interessados em inglês.

ark (arc) s. arca (como a de Noé, por exemplo). Se você quer um arco (de curva), use arc.

class (cléss) s. Não pense que é classe de aula. É a própria aula. The English class was very good. A aula de inglês foi muito boa. Na acepção de classe, class refere-se a camada social.

concourse (câncurs) s. Não é concurso, mas, sim, via de circulação, confluência. Se você quiser concurso (concurso público, por exemplo), use competition.

patron (pêitron) s. Não é patrão, mas, sim, cliente, freguês. Pode significar, também, patrono ou padroeiro.

stationery (stêisheoneri) s. São artigos para escritório, como clips, carimbos, grampeadores, blocos de papel, etc. Para indicar o estado de imóvel, parado, estacionário, use stationary.

heartburn (hártbarn) s. azia (neca de queimadura de coração).

Pérolas dos vestibulares

Coleção de respostas colhidas dos exames vestibulares para ingresso em universidades
(Os comentários jocosos, em itálico, são dos professores que corrigiram as provas.)

Esta seção, embora bem-humorada, serve, também, para denunciar a baixa qualidade de ensino em nosso país. Esses candidatos foram aprovados em todos os níveis pré-universitários em nossas escolas. Estariam, portanto, qualificados para inscrever-se em cursos superiores. Não são diretamente responsáveis pelas condições de instrução em que se encontram. Merecem, por isto, nosso respeito.

51. Vamos mostrar que somos semelhantemente iguais uns aos outros. (Com algumas diferenças básicas.)

52. [...] menos desmatamentos , mais florestas arborizadas. (Concordo! De florestas não arborizadas, basta o Saara!)

53. [...] provocando assim a desolamento de grandes expecies raras. (Vocês não sabiam que os animais também têm depressão?)

54. Nesta terra ensi plantando tudo dá. (Isto deve ser o português arcaico que Caminha escrevia...)

55. Isso tudo é devido ao raios ultra-violentos que recebemos todo dia. (Meu Deus... Haja pára-raio!)

56. Tudo isso colaborou com a estinção do micro-leão dourado (Quem teria sido o fabricante? Compac? Apple? IBM?)

57. Imaginem a bandeira do Brasil. O azul representa o céu, o verde representa as matas, e o amarelo o ouro. O ouro foi roubado e as matas estão quase se indo. No dia em que roubarem nosso céu, ficaremos sem bandeira. (Ainda bem que temos aquela faixinha onde está escrito Ordem e Progresso.)

58. Ultimamente não se fala em outro assunto anonser sobre o araras azuls que ficam sob voando as matas. (Talvez por terem complexo de urubus!)

59. [...] são formados pelas bacias esfereográficas. (Imaginem as bacias da BIC.)

60. Eu concordo em gênero e número igual. (Eu discordo.)

Regrinhas simples para bem escrever

Como participante do grupo "Racionalismo" da Yahoo, temos oportunidade de receber muitos emails (o grupo tem hoje mais de mil inscritos). Entre os emails há alguns que poderiam ter sido mais bem escritos. Ocorreu-nos, então, sugerir algumas regrinhas que podem ajudar os interessados a melhorar sua redação.

Este mês, vamos falar um pouco sobre regras de acentuação gráfica. Apresentaremos as regras mais simples, pois não pretendemos escrever um tratado sobre o assunto. O objetivo dessa seção do Almanaque é discutir aspectos mais básicos da gramática, mas igualmente importantes para evitarmos erros elementares. Quem se interessar em se aprofundar no assunto deve consultar uma gramática.

Iniciemos recordando que as palavras podem ser classificadas de acordo com a localização da sílaba mais forte (sílaba tônica). Se esta for a antepenúltima, a palavra se diz proparoxítona; se a sílaba mais forte for a penúltima, a palavra se diz paroxítona, e oxítona se a sílaba mais forte for a última. Exemplos:

proparoxítonas: médico, gráfico, estatística, cômodo, elétrico;

paroxítonas: casa, caderno, momento, almanaque, saudades;

oxítonas: gostar, você, José, papel, barril.

Passemos para as regras de acentuação e comecemos com a mais simples:

1. todas as palavras proparoxítonas devem receber acento gráfico. Exemplos: matemática, próximo, autêntico, América, capítulo.

Em seguida, em ordem de simplicidade, vêm as palavras oxítonas.

2. São acentuadas as palavras oxítonas terminadas em a, e ou o, seguidas ou não de 's'. Exemplos: araçá, jacás, vatapá, sapé, cafuné, picolés, vovó, cipó, mocotós, Petrobrás.

(continua)

Exercícios:

1. Procure nesta edição do Almanaque algumas palavras proparoxítonas e veja se foram acentuadas.

2. Quais destas palavras devem ser acentuadas: Jaco, urubu, saci, hora, frances, arapuca, lambari, caqui, fiel, espirito.

3. Por que têm acento gráfico as seguintes palavras: tópico, jacaré, bisavô, último, jacarandá?

4. Por que não têm acento gráfico as seguintes palavras: aqui, caracu, frenesi, ali?

É hora do recreio

   Você não viu nada igual.

Portanto, vamos nos permitir alguns momentos para relaxar. Clique na foto e vejam se vocês já viram tudo que malabarismo com três bolas pode oferecer.
Depois me digam se gostaram.
Duração: 4 minutos e 27 segundos, aproximadamente.
          

Efemérides

07 jun 1848: Francisco de Paula Rodrigues Alves
Nascido em Guaratinguetá-SP, foi Presidente da República de 1902 a 1906. É considerado o presidente civil mais notável. Reconstruiu e embelezou o Rio de Janeiro. Reformou a Saúde Pública e foi durante o seu governo que a febre amarela foi erradicada do país. Seu extraordinário Ministro do Exterior, Barão do Rio Branco (José Maria da Silva Paranhos) se notabilizou por sua eficiente diplomacia em questões de fronteiras com a Bolívia, Uruguai, Guiana Inglesa (hoje Guiana) e Guiana Holandesa (hoje Suriname). Foi governador de São Paulo nos anos 1887-1888, 1900-1902 e 1912-1916. Reelegeu-se presidente mas, antes da posse, faleceu no Rio de Janeiro, em 18 de janeiro de 1919.

13 jun 1831: James C. Maxwell
Físico escocês, nascido em Edimburgo. Suas contribuições à Física têm sido comparadas com as de Newton e Einstein. Seus trabalhos mais importantes foram em Eletromagnetismo, Termodinâmica e Mecânica Estatística. O fato de suas equações do Eletromagnetismo permanecerem invariantes por transformações de Lorentz foi a principal inspiração para o desenvolvimento da teoria da relatividade, de Einstein. Faleceu de câncer antes dos 50 anos, em Cambridge, em 5 de novembro de 1879.

13 jun 1888: Fernando Antonio Nogueira de Seabra Pessoa
Lisboense, é a maior figura da literatura portuguesa moderna. Escreveu obras literárias também em inglês. Pretendendo representar diferentes personalidades que sentia existir em si mesmo, escreveu, também, sob vários heterônimos, os mais famosos sendo Álvaro de Campos, Alberto Caeiro e Ricardo Reis. Faleceu em Lisboa, 30 de novembro de 1935.

13 jun 1911: Luiz Álvarez
Físico experimental norte-americano, nascido em San Francisco. Um de seus trabalhos mais conhecidos foi a datação das pirâmides do Egito usando propriedades de decaimento do 14C. Foi agraciado com o Prêmio Nobel de Física em 1968. Faleceu em Berkeley, em 1 de setembro de 1988.

17 jun 1832: William Crookes
Físico e químico inglês, nascido em Londres. Descobriu o elemento químico tálio (número atômico 81), identificou a primeira amostra conhecida de hélio, inventou o radiômetro, descobriu e pesquisou os ráios catódicos (feixes de elétrons usados nos dispositivos de vídeo padrão CRT, invenção dele). Também criou um dos primeiros aparelhos usados no estudo da radioatividade nuclear. O seu livro Fatos espíritas está disponível na Biblioteca deste site. Faleceu em Londres, em 4 de abril de 1919.

19 jun 1623: Blaise Pascal
Matemático, físico e filósofo francês, nascido em Clermont-Ferrand, Puy-de-Dôme. Foi o primeiro a usar os triângulos, que ficaram conhecidos como triângulos de Pascal, no estudo da teoria das probabilidades. Seus estudos da ciclóide muito contribuíram para o desenvolvimento do cálculo infinitesimal. Suas experiências (realizadas pelo seu cunhado) confirmaram que o ar tem peso. Seus estudos sobre Hidrodinâmica e Hidrostática conduziram ao descobrimento da lei de Pascal, lei básica da Hidráulica. Seu pensamento filosófico-religioso enfatiza a importância das razões do coração sobre as da própria razão. Faleceu em Paris, em 19 de agosto de 1662.

21 jun 1839: Machado de Assis
Contista, crítico, cronista, dramaturgo, ensaísta, jornalista, novelista, poeta e romancista, nascido no Rio de Janeiro. Considerado o fundador da Academia Brasileira de Letras, foi seu primeiro presidente, cargo que ocupou até sua morte. Oferecemos, para seu deleite, o livro "A mão e a luva", disponível na seção "Biblioteca. Faleceu no Rio de Janeiro, em 29 de setembro de 1908.

29 jun 1810: Ernst Eduard Kummer
Matemático, nascido em Sorau, Brandeburgo, hoje Polônia. Introduziu os números ideais, que são um subgrupo especial de um anel, levando à extensão do teorema fundamental da Aritmética ao campo dos números complexos. Faleceu em Berlim, em 14 de maio de 1893.

Almanaque - Edição 7 - Julho 2008

Físicos, matemáticos, engenheiros e quejandos

    Um físico, um teólogo e um sociólogo foram jogar golfe. Encontraram uma fila enorme de outras pessoas esperando para entrar em campo.
– O que está acontecendo? perguntou o físico.
– Um grupo de cegos começou a jogar há já algum tempo.
– Que maravilha! disse emocionado o teólogo. Deus sempre ajuda quem se ajuda.
– Isso é mérito da sociedade, corrigiu o sociólogo. Se ela oferece a oportunidade, o cidadão a aproveita.
Não conformado com a situação, o físico exclamou:
– Está bem, está bem. Mas, por que diabos eles não jogam à noite?


Problemas de lógica

A cidade de Divinópolis é exatamente igual a muitas outras do país. Seu cenário, suas histórias, suas igrejas, seus costumes não diferem em nada das demais, porém, a cidade é única quando se trata dos filhos dos Moraes. Seus filhos, Bento e João, por razões desconhecidas, têm uma peculiar aberração com respeito a verdades e mentiras. Bento é incapaz de dizer a verdade nas segundas, terças e quartas-feiras, embora, invariavelmente, o faça nos outros dias da semana. Seu irmão, similarmente, sempre mente nas terças, quintas e sábados, embora durante o resto da semana sempre diz a verdade.
Quando ouvi falar desses raros meninos em minha recente visita a Divinópolis, decidi encontrar-me com eles e observar seus peculiares comportamentos. Fui à casa dos Moraes e encontrei os meninos brincando na varanda.
– Olá, qual é o seu nome? perguntei a um deles.
– Eu sou Bento, respondeu o mais velho sem hesitação.
– Que dia é hoje? continuei, sentindo-me um perfeito psicólogo experimental.
– Bem, ontem foi domingo, disse o mais velho.
– E amanhã será sexta-feira, acrescentou o seu irmão.
– Espere um minuto, disse ao último, isso não me parece correto. Você está dizendo a verdade?
– Eu sempre digo a verdade nas quartas, respondeu.

Nesse instante nossa charla foi interrompida pela mãe dos rapazes. Após conversar um pouco com ela, voltei a encontrar os meninos entretidos em suas brincadeiras e não pude mais conversar com eles.

O mais curioso de tudo é que, a despeito da dúbia confiabilidade dos meninos, fui capaz de inferir com absoluta certeza o dia da semana em que me encontrei com eles e, também, o nome do mais velho e do mais novo. E você? Também será capaz?
Resposta na próxima edição.
Resposta da edição anterior:
(Alexandre, Comunicação, Biscoito, feirante)
(Carlos, Física, Vareta, taxista)
(Francisco, Engenharia, Goiaba, vendedor)
(Humberto, Matemárica, Barriga, corretor)
(Sérgio, Biologia, Bolinho, comerciante)

Não se confunda

Algumas palavras em inglês podem confundir-nos por sua semelhança com outra do vernáculo. Não se deixe enganar. Iremos mostrar algumas delas para prevenir os leitores interessados em inglês.

arm (arm) s. Não é arma, mas, sim, braço. A expressão idiomática arm in arm significa de braços dados.

compass (cômpass) s. É uma bússola. Se você quiser se referir a um compasso, use a palavra no seu plural: compasses ou a pair of compasses.

ingenuity (engínuiti) s. Você é muito ingênuo se pensa que essa palavra significa ingenuidade. Seu sentido em português é de engenhosidade, inventividade. Se você precisar da palavra ingenuidade, lembre-se de ingenuousness.

sensible (sênsebol) Raramente é usada em expressões como "sensível à dor". Nestes casos, é preferível usar sensitive. Um dos usos mais freqüentes tem a acepção de "sensato". Veja o exemplo: This is a very sensible thing to do. Esta é uma medida muito sensata a tomar.

Pérolas dos vestibulares

Coleção de respostas colhidas dos exames vestibulares para ingresso em universidades
(Os comentários jocosos, em itálico, são dos professores que corrigiram as provas.)

Esta seção, embora bem-humorada, serve, também, para denunciar a baixa qualidade de ensino em nosso país. Esses candidatos foram aprovados em todos os níveis pré-universitários em nossas escolas. Estariam, portanto, qualificados para inscrever-se em cursos superiores. Não são diretamente responsáveis pelas condições de instrução em que se encontram. Merecem, por isto, nosso respeito.

Numa prova de redação de uma universidade brasileira, o tema proposto foi: A TV forma, informa ou deforma?

Eis algumas pérolas encontradas nos textos:

61. A TV possui um grau elevadíssimo de informações que nos enriquece de uma maneira pobre, pois se tornamos uns viciados deste veículo de comunicação. (Deus!)

62. A TV no entanto é um consumo que devemos consumir para nossa formação, informação e deformação. (Fantástica!)

63. A TV se estiver ligada pode formar uma série de imagens, já desligada não... (Ah bom, uma frase sobrenatural.)

64. A TV deforma não só os sofás por motivo da pessoa ficar bastante tempo intertida como também as vista. (Sem comentários.)

65. A televisão passa para as pessoas que a vida é um conto de fábulas e com isso fabrica muitas cabeças. (Como é que pode?)

66. Sempre ou quase sempre a TV está mais perto denosco (?), fazendo com que o telespectador solte o seu lado obscuro. (Esta é imbatível.)

67. A TV deforma a coluna, os músculos e o organismo em geral. (É praticamente uma tortura!)

68. A televisão é um meio de comunicação, audição e porque não dizer de locomoção. (Tudo a ver.)

69. A TV é o oxigênio que forma nossas idéias. (Sem ela este indivíduo não pode viver.)

70. ...por isso é que podemos dizer que esse meio de transporte é capaz de informar e deformar os homens. (Nunca tentei dirigir uma TV. )

Regrinhas simples para bem escrever

Como participante do grupo "Racionalismo" da Yahoo, temos oportunidade de receber muitos emails (o grupo tem hoje mais de mil inscritos). Entre os emails há alguns que poderiam ter sido mais bem escritos. Ocorreu-nos, então, sugerir algumas regrinhas que podem ajudar os interessados a melhorar sua redação.

Nesta edição do Almanaque, vamos continuar com mais algumas regrinhas simples de acentuação gráfica.

Vimos que as palavras oxítonas terminadas em a, e, o recebem acento gráfico, agudo se a vogal for aberta (café, picolé, vovó, cipó); circunflexo se a vogal for fechada (ateliê, você, vovô, cachepô).

Seguem a regra acima as palavras compostas de um verbo no infinitivo seguido de um pronome. Exemplos: contá-los, vendê-la, compô-lo. Também recebem acento gráfico as palavras oxítonas terminadas em em ou ens (se tiverem duas ou mais sílabas). Exemplos: porém, também, parabéns.

Exercício: quais destas palavras recebem acento gráfico e por que: sofa, vintem, urubu, cita-la, ha, refens, bens, dize-lo.

(continua)

Efemérides

1 jul 1646: Gottfried Wilhelm von Leibniz
Matemático, geólogo, jurista, historiador e filósofo alemão, descobridor do Cálculo Infinitesimal (simultânea e independentemente de Newton), nascido em Leipzig. Seu conceito do universo concebido como uma harmonia preestabelecida, sua análise do demônio, sua epistemologia, lógica e filosofia da natureza colocam-no entre os filósofos de maior estatura. Sua obra ajudou a moldar a mente dos iluministas. Faleceu em Hanover, em 14 de novembro de 1716.

2 jul 1914: Mário Schenberg
Engenheiro elétrico, físico, escritor e critico de artes plásticas, nascido em Recife, PE. Conhecido internacionalmente principalmente por seus trabalhos em Astrofísica, em especial na formação das estrelas supernovas. Faleceu em São Paulo, em 10 de novembro de 1990.

07 jul 1848: Francisco de Paula Rodrigues Alves
Nascido em Guaratinguetá, SP, foi Presidente da República de 1902 a 1906. É considerado o presidente civil mais notável. Reconstruiu e embelezou o Rio de Janeiro. Reformou a Saúde Pública e foi durante o seu governo que a febre amarela foi erradicada do país. Seu competente Ministro do Exterior, Barão do Rio Branco (José Maria da Silva Paranhos), se notabilizou por sua eficiente diplomacia em questões de fronteiras com a Bolívia, Uruguai e Guianas Inglesa e Holandesa. Foi governador de São Paulo nos anos 1900-1902 e 1912-1916. Reelegeu-se presidente mas, antes da posse, faleceu no Rio de Janeiro, em 18 de janeiro de 1919.

11 jul 1836: Antonio Carlos Gomes
Compositor brasileiro, nascido em Campinas, SP. Recebeu apoio pessoal do imperador D. Pedro II para estudar música no Rio de Janeiro e, mais tarde, em Milão, onde recebeu o título de Maestro Compositor após apenas três anos de estudos. Suas obras mais importantes são: A Noite do Castelo, Salvador Rosa, Maria Tudor, O Guarani, Lo Schiavo e Condor. Faleceu em Belém, PA, em 16 de setembro de 1896.

11 jul 1924: Cesar Lattes
Nasceu em Curitiba, PR. Com a idade de 23 anos, ele foi um dos fundadores do Centro Brasileiro de Pesquisas Física (CBPF), no Rio de Janeiro. Sua principal linha de pesquisa foram os raios cósmicos. Em suas experiências, descobriu o méson pi, ou píon, quando ainda tinha 24 anos. Com seu grupo, determinou a massa das denominadas bolas de fogo, um fenômeno espontâneo que ocorre durante colisões de altas-energias. Faleceu em Campinas, SP, em 8 de março de 2005.

16 jul 1925: Paulo Leal Ferreira
Físico nascido no Rio de Janeiro, co-fundador do Instituto de Física Teórica, da Sociedade Brasileira de Física e da Academia de Ciências do Estado de São Paulo. Suas pesquisas em Física foram direcionadas para tópicos fundamentais, com ênfase em Teoria Geral de Partículas e Campos (Equação de Dirac, potenciais confinantes, quark model, álgebras deformadas). Faleceu em São Paulo, em 30 de dezembro de 2005.

18 jul 1853: Hendrik Antoon Lorentz
Físico holandês, nascido em Arnhem, conhecido pelos seus notáveis trabalhos nos campos da eletrodinâmica e mecânica clássicas. Abiscoitou o prêmio Nobel de Física em 1902, por sua teoria da radiação eletromagnética a qual, confirmada pelos trabalhos de Zeeman, deu origem à Teoria da Relatividade Especial de Einstein. Faleceu em Haarlen, em 4 de fevereiro de 1928.

28 jul 1904: Pavel Alekseyevich Cherenkov
Físico russo, nascido em Voronezh. Foi o primeiro a detectar a chamada radiação cerenkov (note a ausência da letra h), que é uma emanação eletromagnética emitida por uma partícula altamente energética ao passar por um meio transparente com velocidade maior do que a da luz naquele meio. Por esse trabalho, compartiu com Igor Y. Tamm e Ilya M. Frank o prêmio Nobel de Física de 1958. Faleceu em Moscou, em 6 de janeiro de 1990.

Almanaque - Edição 8 - Agosto 2008

Físicos, matemáticos, engenheiros e quejandos

   
Antes e depois

Um matemático encontra um colega após muitos anos.
– Puxa, como engordaste! Eras magro como uma vara de pescar. Agora estás bonito, bem aparentado. Fizeste algum tipo de tratamento?
– Que tratamento que nada! Há muito tempo que não discuto mais com as pessoas, em nenhuma situação.
– Mas é impossível viver assim!
– Então é, concordou imediatamente o outro.

Papel de parede

Carlos queria forrar o seu apartamento com papel de parede. Havia muitos vãos de portas, janelas, etc. Como nunca estivera de bem com a geometria, era incapaz de saber que quantidade de papel teria de comprar. Lembrou-se, então, de que o vizinho acabar de forrar o apartamento, que era idêntico ao seu.
Carlos procurou o vizinho, explicou suas intenções e perguntou:
– Quantos rolos de papel devo comprar?
– Uma dúzia, respondeu o prestativo vizinho.
Carlos comprou doze rolos de papel e forrou o seu apartamento. No final, sobraram três rolos. Examinou todas as paredes e não havia nenhum lugar ainda por forrar. Sem compreender o que acontecera, procurou novamente o vizinho e informou-lhe que havia sobrado três rolos.
– Que coincidência! Para mim também sobraram três rolos.

Problemas de lógica

Sobre uma mesa encontram-se três caixas idênticas fechadas. Cada uma contém duas frutas e uma etiqueta indicando seu conteúdo. As etiquetas dizem "duas maçãs", "duas bananas", "uma maçã e uma banana". Um engraçadinho trocou as etiquetas de tal forma que nenhuma delas correspondia mais ao conteúdo da caixa. Deseja-se determinar o conteúdo de cada caixa através do seguinte processo: abre-se uma caixa e, sem olhar dentro, retira-se uma fruta; repete-se o processo até que se possa identificar com certeza o conteúdo de cada caixa. Obviamente, se retirarmos todas as frutas encontraremos a resposta. Qual é o processo mais eficiente para determinar o conteúdo de cada caixa com um número mínimo de retiradas?           
Resposta na próxima edição.

Resposta da edição anterior: Bento é o mais jovem e João, o mais velho. O encontro teve lugar numa terça-feira.

Não se confunda

Algumas palavras em inglês podem confundir-nos por sua semelhança com outra do vernáculo. Não se deixe enganar. Iremos mostrar algumas delas para prevenir os leitores interessados em inglês.

assign (assáini) v. Não é assinar, mas, sim, designar, atribuir. John had his duties assigned by the boss. João teve suas tarefas designadas pelo patrão. Assign the value 2 to the x variable. Atribua o valor 2 à variável x.

curse (kórs) s. Não é curso coisa nenhuma. É maldição, praga. Como verbo, significa proferir maldição, lançar uma praga.

moisture (móistur) s. Não é mistura não, mas, sim, umidade (do ar, por exemplo).

syllabus (sílabas) s. Significa ementa (de um curso), resumo ou esboço de um discurso. Exemplo: Let us see the Quantum Mechanics course syllabus. Vejamos a ementa do curso de Mecânica Quântica. Se você quiser a palavra sílaba, use syllable.

Pérolas dos vestibulares

Coleção de respostas colhidas dos exames vestibulares para ingresso em universidades
(Os comentários jocosos, em itálico, são dos professores que corrigiram as provas.)

Esta seção, embora bem-humorada, serve, também, para denunciar a baixa qualidade de ensino em nosso país. Esses candidatos foram aprovados em todos os níveis pré-universitários em nossas escolas. Estariam, portanto, qualificados para inscrever-se em cursos superiores. Não são diretamente responsáveis pelas condições de instrução em que se encontram. Merecem, por isto, nosso respeito.

71. A TV ezerce poder, levando informações diárias e porque não dizer horárias. (Esse é humorista, além de tudo.)

72. E nós estamos nos diluindo a cada dia e não se pode dizer que a TV não tem nada a ver com isso. (Me explica isso?)

73. A televisão leva fatos a trilhares de pessoas. (É muita gente isso, hein?)

74. A TV acomoda aos tele inspectadores. (Socorro!!!)

75. A informação fornecida pela TV é pacífica de falhas. (Vixe!)

76. A televisão pode ser definida como uma faca de trezgumes. Ela tanto pode formar, como informar, como deformar. (Onde essa criatura arrumou esta faca???)

77. O número de famigerados do MST almenta a cada ano seletivo. (E a burrice não 'diminói'!!!)

78. Os anaufabetos nunca tiveram chance de voltar outra vez para a escola. (Nem de ir...!!!)

79. Vasilhas de luz refratória podem ser levadas ao forno de microondas sem queimar. (Alguém poderia traduzir???)

80. O bem star dos abtantes da nossa cidade muito endepende do governo federal capixaba. (Vende-se uma máquina de escrever faltando algumas letras!!!)

Regrinhas simples para bem escrever

Hoje vamos tratar das palavras paroxítonas, aquelas cuja sílaba mais forte é a penúltima (ver Almanaque, edição 6, Junho 2008).

Recebem acento gráfico as palavras paroxítonas terminadas em i, is, us, um, uns. Exemplos: júri, táxi, tênis, grátis, Vênus, vírus, álbum, médium, álbuns, médiuns.

Também devem receber acento gráfico as palavras paroxítonas terminadas em l, n, r, x. Para guardar estas letras, lembre-se da palavra rouxinol. Exemplos: ágil, fácil, éden, hífen, açúcar, caráter, fênix, tórax.

Como última regrinha selecionada para o Almanaque, citamos aquela que diz que recebem acento gráfico as palavras paroxítonas terminadas em ância, ência, ôncio. Exemplos: elegância, tolerância, influência, resistência, estrôncio.

Exercício: Quais destas palavras devem receber acento gráfico: abundancia, amavel, almanaque, biquini, bonus, cadaver, caderno, cama, casamento, competencia, complemento, consul, estancia, exuberancia, frequencia, garrafa, juri, lapis, livro, movel, oasis, onibus, operante, polen, recurso, revista, revolver, substancia, voluvel.

As regrinhas apresentadas nesta edição do Almanaque e nas duas anteriores são as mais simples. Para um estudo mais completo, deve-se consultar uma gramática. Algumas das regras não apresentadas estão sendo modificadas pela nova reforma ortográfica já aprovada pelos países que falam português.

Dentre outras, as seguintes gramáticas podem ser consultadas por quem quiser se aprofundar nesse estudo:

Celso Cunha, Gramática moderna, Editora Bernardo Álvares, Belo Horizonte.

Domingos Paschoal Cegalla, Novíssima gramática, Cia. Editora Nacional, São Paulo.

Hildebrando A. de André, Gramática ilustrada, Editora Moderna, São Paulo.

É hora do recreio

   Ninguém é de ferro.

Portanto, vamos nos permitir alguns momentos para relaxar. Clique na foto, vejam, ouçam e se surpreendam com a incrível habilidade dessa simpática chinesinha interpretando o clássico da música popular brasileira Tico Tico no Fubá, de Zequinha de Abreu.
Depois me digam se gostaram.
Duração: 2,5 minutos.
          

Efemérides

03/04 ago 1805: William Rowan Hamilton
Físico e matemático irlandês, nascido à meia-noite em Dublin. No final de sua vida adotou a data de 4 de agosto para seu aniversário. Recebeu o título de Sir em 1835, ano em que foi publicado seu trabalho On a General Method in Dynamics. Nesse mesmo ano, descobriu os quaternions, um marco no desenvolvimento da Álgebra. Sua obra The Elements of Quaternions foi publicada um ano após seu falecimento. Faleceu em Dublin, em 2 de setembro de 1865.

05 ago 1802: Niels Henrik Abel
Matemático norueguês, nascido em Nedstrand. Contribuiu para o desenvolvimento de vários ramos da matemática moderna. Foi ele quem provou ser impossível resolver algebricamente a equação geral de quinto grau. Os grupos comutativos também são chamados abelianos em sua homenagem. Faleceu em Froland, em 6 de abril de 1829.

05 ago 1827: Manuel Deodoro da Fonseca
Alagoano, liderou o golpe de estado que derrubou o imperador D. Pedro II. Foi o primeiro presidente do Brasil. Faleceu no Rio de Janeiro, em 23 de agosto de 1892.

08 ago 1901: Ernest Orlando Lawrence
Físico norte-americano nascido em Canton, South Dakota, EUA. Abiscoitou o prêmio Nobel de Física de 1939 pela sua invenção do ciclotron, o primeiro acelerador de partículas a atingir altas energias. Faleceu em Palo Alto, EUA, em 27 de agosto de 1958.

08 ago 1902: Paul Adrien Maurice Dirac
Físico inglês nascido em Bristol. Desenvolveu uma teoria que prediz o spin do elétron e a existência do pósitron. Foi co-inventor da estatística de Fermi-Dirac. Juntamente com Erwin Schroedinger, ganhou o prêmio Nobel de Física em 1933. Faleceu em Tallahassee, EUA, em 20 de outubro de 1984.

12 ago 1887: Erwin Schroedinger
Físico austríaco nascido em Viena. Contribuiu para o desenvolvimento da Mecânica Quântica descobrindo sua equação básica. Repartiu com Dirac o prêmio Nobel de Física de 1933. Faleceu em Viena, em 4 de janeiro de 1961.

20 ago 1601 (dia do batismo): Pierre de Fermat
Matemático francês nascido em Beaumont-de-Lomagne. Não se conhece o dia exato do seu nascimento. Jurista, advogou a Matemática. Durante um século não teve quem sequer o igualasse na teoria moderna dos números. Descobriu a Geometria Analítica independentemente de Descartes. Descobriu, também, o Princípio de Fermat de Tempo Mínimo, os Números de Fermat e vários teoremas. Faleceu em Castres, em 12 de janeiro de 1665.

21 ago 1789: Augustin-Louis Cauchy
Matemático francês nascido em Paris. Foi um dos matemáticos modernos mais brilhantes. Suas maiores contribuições encontram-se incorporadas principalmente em três trabalhos: Cours d'analyse de l'École Royale Polytechnique (1821); Résumé des leçons sur le calcul infinitésimal (1823); Leçons sur les applications du calcul infinitésimal à la géométrie (1826-28). Faleceu em Sceaux, em 23 de maio de 1857.

26 ago 1743: Antoine-Laurent de Lavoisier
Químico francês nascido em Paris. É sua a famosa frase: "Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma". Formou-se em Direito, mas sua vocação sempre foi voltada às ciências. Criador da Química moderna. Identificou o oxigênio e mostrou que a água é formada por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio: H2O. Faleceu em Paris, em 8 de maio de 1794.

30 ago 1871: Ernest Rutherford
Físico da Nova Zelândia nascido em Spring Grove. Sua liderança inspirou duas gerações de físicos. Sua influência sobre o pensamento científico pode ser comparada às de Faraday e Newton. Recebeu o prêmio Nobel de Química em 1908. Faleceu em Cambridge, em 19 de outubro de 1937.

31 ago 1821: Herman L. F. von Helmholtz
Cientista alemão nascido em Potsdam. Dedicou-se, com brilhantismo, à Fisiologia, Óptica, Eletrodinâmica, Matemática e Meteorologia. Sua preocupação com a percepção sensorial está manifesta em seus dois trabalhos maiores: On the Sensations of Tone as a Physiological Basis for the Theory of Music (traduzido ao inglês em 1875); e, Handbook of Physiological Optics (1867). No Sensations, há uma curiosa nota de rodapé onde Helmholtz associa cores a cada uma das notas musicais. Faleceu em Berlim, em 8 de setembro de 1894.

Almanaque - Edição 9 - Setembro 2008

Físicos, matemáticos, engenheiros e quejandos

Sherlock e Watson estavam acampados num dos belos campos da Inglaterra. De madrugada, o famoso detetive acorda e pergunta a seu fiel companheiro:
– Caro Watson, vendo esse céu estrelado, o que lhe ocorre?
Watson examina o céu de lado a lado e responde:
– A posição da Lua diz que já passou da meia-noite; aquela estrela indica que estamos em maio; e aquela constelação confirma que é verão. E você, Sherlock, o que conclui?
– Que roubaram nossa barraca, caro Watson.

       

Segismundo era um fatalista inveterado. Encarava qualquer acontecimento com serenidade, por pior que fosse, afirmando que não podemos evitar nada. Macktub, dizia ele, está escrito. Seus amigos não podiam suportar mais seu constante esforço para convencê-los de que de nada adianta estudar, lutar, trabalhar. Tudo já está determinado, resta-nos esperar, afirmava com convicção.
Um dia teve de fazer uma viagem através de uma região habitada por índios guerreiros e sanguinários. Preparou-se, cuidadosamente, armando-se fortemente. Seus amigos aproveitaram-se dessa oportunidade para caçoar.
– Para que todas essas armas? Se o seu dia chegou, para nada irão servir. Certo?
– Certo, concordou calmamente Segismundo, mas pode ser que chegou o dia de algum índio.
   


Problemas de lógica

Hoje é dia de Sherlock

Jorge foi assassinado com um tiro à queima-roupa, tarde da noite, num local deserto. A polícia prendeu quatro suspeitos, entre os quais estava certamente o criminoso: Aloísio, Benedito, Jordão e Tomás. Interrogados, prestaram os seguintes depoimentos, dos quais dois e somente dois são verdadeiros em cada caso:

    Aloísio:
Não fui eu.
Foi o Tomás.
Não tenho nenhuma arma.
Eu estava com Jordão jogando sinuca quando Jorge foi morto.

Benedito:
Não fui eu.
Foi o Aloísio.
Eu estava no cinema com Jordão quando o Jorge foi morto.
O cara foi morto com o revólver do Jordão.

Jordão:
Eu estava dormindo quando Jorge foi morto.
Aloísio mentiu quando disse que Tomás é o assassino.
Benedito é o único entre nós que possui uma arma.
Tomás e Jorge eram amigos.

Tomás:
Nunca disparei uma arma em minha vida.
Não sei quem foi.
Jordão não tem nenhuma arma.
Eu nunca tinha visto Jorge até me mostrarem o cadáver.

Quem matou Jorge?

Resposta na próxima edição.

Resposta da edição anterior:

Basta retirar uma fruta da caixa que diz "uma maçã e uma banana".

Não se confunda

Algumas palavras em inglês podem confundir-nos por sua semelhança com outras do vernáculo. Não se deixe enganar. Iremos mostrar algumas delas para prevenir os leitores interessados em inglês.

appreciate (aprichieit) v. Além de "apreciar", também significa "ser grato", principalmente na linguagem coloquial. Há quem condene esse uso, entretanto está bastante e cada vez mais difundido. Em vez de thank you, ouve-se frequentemnte o agradecimento I appreciate.

confirmed (confêrmit) como adj.: inveterado, crônico, impenitente: John is a confirmed pessimist. João é um pessimista inveterado.

dependable (depêndebol) adj. Que "dependível" que nada, pois esta palavra não existe no vernáculo. Dependable significa "que oferece confiança", confiável, de que ou de quem você pode depender com segurança. Exemplo: You should buy a dependable car. Você devia comprar um carro confiável.

passion fruit (pêishan frut) Fruto da paixão? Você está é louco. Esta inofensiva fruta é o nosso amicíssimo maracujá, calmante e tranquilizante.

Pérolas dos vestibulares

Coleção de respostas colhidas dos exames vestibulares para ingresso em universidades
(Os comentários jocosos, em itálico, são dos professores que corrigiram as provas.)

Esta seção, embora bem-humorada, serve, também, para denunciar a baixa qualidade de ensino em nosso país. Esses candidatos foram aprovados em todos os níveis pré-universitários em nossas escolas. Estariam, portanto, qualificados para inscrever-se em cursos superiores. Não são diretamente responsáveis pelas condições de instrução em que se encontram. Merecem, por isto, nosso respeito.

81. Animais vegetarianos comem animais não-vegetarianos. (Algumas antas comem mulheres carnívoras, né?!)

82. Não cei se o presidente está melhorando as insdiferenças sociais ou promovendo o sarneamento dos pobres. Me pré-ocupa o avanço regresssivo da violência urbana ('sarneamento' deve ser a aplicação das teorias do Zé Sarney... eu 'axo'... mas não me 'pré-ocupo' muito ...)

83. Os índios sacrificavam os filhos que nasciam mortos matando todos assim que nasciam. (Pena que a mãe dessa anta não era índia...)

84. Bigamia era uma espécie de carroça dos gladiadores, puchada por dois cavalos. (Ou era uma 'biga' macho que tinha duas 'bigas' fêmeas, puxada por uma anta ???)

85. No começo Vila Velha era muito atrazada mas com o tempo foi se sifilizando. (Deve ter sido no tempo que chegaram as primeiras prostitutas lá...)

86. Os pagãos não gostavam quando Deus pregava suas dotrinas e tiveram a idéia de eliminá-lo da face do céu. (Como será que eles tencionavam fazer isto???)

87. A Previdência Social assegura o direito a enfermidade coletiva. (Quando há uma epidemia, não deixa de ser verdade...)

88. Ateísmo é uma religião anônima praticada escondido. Na época de Nero, os romanos ateus reuniam-se para rezar nas catatumbas cristãs.('catatumbas'... hein?!)

89. Os egipícios dezenvolveram a arte das múmias para os mortos poderem viver mais. (o cérebro dessa anta não se 'dezenvolveu'!!!)

90. O nordeste é pouco aguado pela chuva das inundações frequentes (é verdade, de São Paulo até o Nordeste, falta construir aquadutos para levar as inundações ...)

Regrinhas simples para bem escrever

Como participante do grupo "Racionalismo" da Yahoo, temos oportunidade de receber muitos emails (o grupo tem hoje mais de mil inscritos). Entre os emails há alguns que poderiam ter sido mais bem escritos. Ocorreu-nos, então, sugerir algumas regrinhas que podem ajudar os interessados a melhorar sua redação.

Nas edições anteriores, apresentamos as regras mas simples de acentuação gráfica e indicamos algumas gramáticas para um estudo mais completo. Hoje vamos falar de uma regra que há muito tempo não mais existe, mas algumas pessoas ainda a observam. Estamos nos referindo à acentuação gráfica de palavras homógrafas-heterofônicas.

Não se deixe intimidar por este conceito aparentemente complexo. Vamos examiná-lo com detalhe para poder apreciar sua simplicidade: duas palavras são homógrafas-heterofônicas quando têm a mesma (homo) grafia mas pronúncia (fonia) diferente (hetero). Exemplos:

peso (substantivo, pronuncia-se 'pêso') e peso (do verbo pesar, pronuncia-se 'péso');

força (substantivo, pronuncia-se 'fôrça') e força (do verbo forçar, pronuncia-se 'fórça');

dele (pronome, pronuncia-se 'dêle') e dele (do verbo delir, pronuncia-se 'déle');

modelo (substantivo, pronuncia-se 'modêlo') e modelo (do verbo modelar, pronuncia-se 'modélo');

deste (pronome, pronuncia-se 'dêste') e deste (do verbo dar, pronuncia-se 'déste').

Há muito tempo que não mais se acentuam graficamente esse tipo de palavras. Uma das raras exceções é pode (presente do indicativo do verbo poder, pronuncia-se 'póde') e pôde (pretérido perfeito do mesmo verbo, pronuncia-se 'pôde'). Outras exceções podem ser encontradas nas gramáticas mencionadas na edição de agosto deste almanaque.

É hora do recreio


Onde, diabos, está Matt?
   Ninguém é de ferro.

Portanto, vamos nos permitir alguns momentos para relaxar. Clique na foto e veja Matt dançando em várias cidades do mundo, inclusive no Rio de Janeiro e São Paulo.
Este vídeo é uma seleção da NASA.
Depois me digam se gostaram.
Duração: 4,28 minutos.
          

Efemérides

17 set 1826: Georg Friedrich Bernhard Riemann
Matemático alemão nascido em Hannover. Foi um dos matemáticos mais criativos do século 19. Suas idéias relativas à geometria do espaço tiveram profunda influência no desenvolvimento da física teórica moderna e proporcionou os fundamentos para os conceitos e métodos usados posteriormente na teoria da relatividade. Faleceu em Selasca, Itália, em 20 de julho de 1866.

20 set 1900: Humberto de Alencar Castelo Branco
Nascido em Fortaleza. Foi presidente (militar) do Brasil de 15 de abril de 1964 a 15 de março de 1967. Faleceu em Fortaleza, em 18 de julho de 1967.

22 set 1791: Michael Faraday
Físico e químico inglês, nascido em Newington, foi um dos maiores cientistas experimentais de todos os tempos. Descobriu o princípio do motor elétrico e construiu um, descobriu o fenômeno da indução eletro-magnética. Foi o primeiro a liquifazer o cloro. Fabricou o primeiro dínamo, estabeleceu as leis da eletrólise, descobriu que um campo magnético gira o plano de polarização da luz, etc. Faleceu em Hampton Court, Inglaterra, em 25 de agosto de 1867.

29 set 1901: Enrico Fermi
Físico italiano nascido em Roma. Foi um dos cientistas que inauguraram a chamada era nuclear. Ganhou o prêmio Nobel de Física de 1938 pelo seu descobrimento das reações nucleares induzidas por nêutrons. Conseguiu realizar a primeira fissão nuclear controlada em Chicago e trabalhou no projeto da bomba atômica em Los Alamos. Desenvolveu a matemática estatística necessária para esclarecer vários fenômenos sub-atômicos (estatística de Fermi-Dirac). Faleceu em Chicago, em 28 de novembro de 1954.

30 set 1870: Jean Baptiste Perrin
Físico francês nascido em Lille. Estudou o movimento browniano e confirmou a natureza atômica da matéria. Por esse trabalho, ganhou o prêmio Nobel de Física de 1926. Foi capaz de estimar o tamanho dos átomos e moléculas assim como sua quantidade em um dado volume. Faleceu em New York, em 17 de abril de 1942.

Almanaque - Edição 10 - Outubro 2008

Físicos, matemáticos, engenheiros e quejandos

Um engenheiro e um matemático, de nacionalidades diferentes, encontraram-se num congresso internacional sobre ciência e tecnologia na Antiguidade. Disse o engenheiro:

– Os arqueólogos do meu país descobriram um túmulo da era pré-cristã com rolos de fio de cobre. Isso mostra que nossos antepassados já conheciam o telégrafo com fio.

– No meu país, comentou o matemático, descobriram um túmulo da mesma era e não encontraram nenhum fio. Logicamente, portanto, os meus antepassados já conheciam o telégrafo sem fio.

Problemas de lógica

    Três amigos foram a um restaurante para celebrar algum acontecimento, que não vem ao caso (não somos xeretas, somos?). Gastaram R$30,00 e cada um deles entregou ao garçom uma nota de R$10,00.

O dono do restaurante, notando que aquelas pessoas eram fregueses novos, decidiu conceder-lhes um desconto e instruiu o caixa para cobrar apenas R$25,00. Este devolveu ao garçom R$5,00. Ao retornar, o garçom embolsou R$2,00 e devolveu R$1,00 para cada freguês.

Uma continha elementar mostra o seguinte: cada freguês deu uma nota de R$10,00 e recebeu R$1,00 de volta. Cada um gastou, portanto, R$9,00. Agora, R$9,00 vezes 3 dá R$27,00; mais os R$2,00 que o garçom embolsou perfazem R$29,00. Onde está o outro R$1,00?
Resposta na próxima edição.

Resposta da edição anterior:  O assassino foi Jordão.

Não se confunda

Algumas palavras em inglês podem confundir-nos por sua semelhança com outras do vernáculo. Não se deixe enganar. Iremos mostrar algumas delas para prevenir os leitores interessados em inglês.

balance (bélens) s. Como "balanço", não é aquele em que as crianças brincam. Significa "equilíbrio". Exemplos: to keep ones balance, manter o equilíbrio; to be thrown off balance, perder o juízo, a sanidade mental. No jargão comercial significa "saldo bancário".

dance (dênci) s. É dança mesmo. Entretanto, em algumas situações, ao traduzir, é preferível usar a palavra baile: John took Mary to a dance last night, João levou Maria para um baile ontem à noite.

discount (descáunt) v. desmerecer, desacreditar, atenuar: I discount the story that a ghost appeared in the castle, não creio na história de que um fantasma apareceu no castelo. The value of his criticism was discounted by his ignorance of the subject, o valor de sua crítica foi atenuado pela sua ignorância do assunto.

plain (plén) s. e a. Como substantivo é planície, como adjetivo é simples, modesto, direto, sem rodeios. Mary was plain with John telling him that she did not like his work, Maria foi franca com João, dizendo-lhe que não gostava do trabalho dele.

Pérolas dos vestibulares

Coleção de respostas colhidas dos exames vestibulares para ingresso em universidades
(Os comentários jocosos, em itálico, são dos professores que corrigiram as provas.)

Esta seção, embora bem-humorada, serve, também, para denunciar a baixa qualidade de ensino em nosso país. Esses candidatos foram aprovados em todos os níveis pré-universitários em nossas escolas. Estariam, portanto, qualificados para inscrever-se em cursos superiores. Não são diretamente responsáveis pelas condições de instrução em que se encontram. Merecem, por isto, nosso respeito.

91. Os Estados Unidos tem mais de 100.000 Km de estradas de ferro asfaltadas. (NÃO... Eu não li isso...)

92. As estrelas servem para esclarecer a noite e não existem estrelas de dia porque o calor do sol queimaria elas. (A noite deve ter ficado muito esclarecida com essa idéia luminosa...)

93. Republica do Minicana e Aiti são países da ilha América Central. (Procura-se urgente um Atlas Geográfico que venha com um Aurélio junto ...)

94. As autoridades estão preocupadas com a ploleferação da pornofonografia na Internet. (Pornofonografia??? Tá... Então um CD dos Raimundos é pornofonografia...)

95. A ciência progrediu tanto que inventou ciclones como a ovelha Dolly. (E deve ter inventado também a Operação Furacão, que colocou alguns juízes no olho do clone ...)

96. O Papa veio instalar o Vaticano em Vitória mas a Marinha não deixou para construir a Capitania dos Portos no mesmo lugar. (Tadinho do Papa...)

97. A devassa da Inconfidência Mineira foi Marília de Dirceu, a amante de Tiradentes. (rsrsrs... Misturou tudo...)

98. Hormônios são células sexuais dos homens masculinos. (Isso!!! E nos homens femininos, essa célula chama-se frescurormônios...)

99. Os primeiros emegrantes no ES construiram suas casas de talba. (Ao mesmo tempo que praticavam tiro ao Álvaro...)

Regrinhas simples para bem escrever

Como participante do grupo "Racionalismo" da Yahoo, temos oportunidade de receber muitos emails (o grupo tem hoje mais de mil inscritos). Entre os emails há alguns que poderiam ter sido mais bem escritos. Ocorreu-nos, então, sugerir algumas regrinhas que podem ajudar os interessados a melhorar sua redação.

Em edições anteriores, mostramos algumas regras simples de acentuação gráfica. Hoje vamos falar do pleonasmo.

O pleonasmo é uma figura de linguagem, e consiste no emprego redundante de palavras, ou por um vício ou para enfatizar a expressão. Deve ser evitado exceto se for usado para reforçar o que se pretende dizer.

Exemplos que devem ser evitados:

acabamento final (se é acabamente, é final);
amanhecer o dia (você já viu amanhecer a noite?);
elo de ligação (elo só pode ser de ligação);
encarar de frente (como encarar de costa?);
entrar para dentro (como seria entrar para fora?);
descer para baixo (poderia ser para cima?);
comparecer pessoalmente (você já viu alguém comparecer por correspondência?);
conviver junto (se estiver convivendo com alguém, somente pode ser junto);
copo mais cheio do que outro (ou está cheio ou não está);
fato real (se é fato, é real);
gritar alto (gritar baixinho deve ser difícil);
metades iguais (se é metade, tem de ser igual);
monocultura exclusiva de ... (se é monocultura, tem de ser exclusiva);
multidão de pessoas (você já viu uma multidão de gatos?);
subir para cima (poderia ser para baixo?);
surpresa inesperada (se for esperada, não será surpresa);
vereador da cidade (vereador tem de ser de uma cidade).

É hora do recreio

Misterioso vazamento de água

O casal vivia recebendo contas de água enormes. Eles tinham certeza de que as contas não estavam certas, mas não adiantava economizar, as contas continuavam altas. Eles checaram todos os possíveis locais de vazamentos: primeiro o relógio da água, então os canos externos, os canos internos, subterrâneos, torneiras, banheiros, máquina de lavar roupas, lava-louças, geladeira, etc. Não encontravam nenhum defeito. Um dia o marido estava doente e ficou em casa na cama. Em dado momento, ouviu estranhos barulhos de água. Ele se levantou e foi investigar, intrigado. Descobriu o que estava acontecendo o dia todo quando não tinha ninguém em casa. Como ninguém iria acreditar no que ele viu, resolveu filmar o "problema" e guardar para a posteridade. Para ver o que ele descobriu, clique na figura.

   

Efemérides

07 out 1885: Niels Henrik David Bohr
Físico dinamarquês nascido em Copenhagen. Enquanto trabalhava com Rutherford, em Manchester, criou em 1913 o modelo do átomo de hidrogênio que leva o seu nome. De acordo com esse modelo, o átomo de hidrogênio era formado por um elétron girando, com energia quantizada, em torno de um próton central, numa órbita circular. Em 1922 recebeu o prêmio Nobel de Física em reconhecimento por suas contribuições à Física Atômica. Em 1927, Bohr propôs o princípio da complementaridade para explicar os paradoxos aparentes que surgiam no comportamento onda-partícula das partículas subatômicas. Em 1943 conseguiu fugir de Copenhagen indo à Inglaterra. Mais tarde foi aos Estados Unidos da América, onde colaborou no desenvolvimento da bomba atômica, mas esteve sempre profundamente preocupado com as implicações decorrentes desse desenvolvimento. Faleceu em Copenhagen, em 18 de novembro de 1962.

09 out 1893: Mario de Andrade
Escritor nascido em São Paulo. Desempenhou papel importante no Movimento Modernista de 1922. Talvez sua obra mais famosa seja Macunaíma (1928). Faleceu em São Paulo, em 25 de fevereiro de 1945.

19 out 1913: Vinicius de Moraes
Poeta, músico e dramaturgo nascido no Rio de Janeiro. Entre suas obras, destacam-se "Samba de Orly" e "Garota de Ipanema", em parceria com Antônio Carlos Jobim. Faleceu no Rio de Janeiro, em 9 de julho de 1980.

23 out 1908: Ilya Mikhaylovich Frank
Físico russo nascido em Leningrado, hoje S. Petersburgo. Juntamente com Pavel A. Cherenkov e Igor Y. Tamm, ganhou o prêmio Nobel de Física de 1958 pela explicação teórica do efeito Cerenkov. Faleceu em Moscou, em 22 de junho de 1990.

25 out 1811: Évariste Galois
Matemático francês nascido em Paris. Tornou-se famoso pelas suas importantes contribuições à teoria dos grupos. Em praticamente uma noite (véspera do estúpido duelo que ceifou sua curtíssima vida), botou no papel sua famosa teoria que resolveu muitos problemas que permaneceram insolúveis por muito tempo. Faleceu em Paris, em 31 de maio de 1832.

26 out 1869: Washington Luís Pereira de Sousa
Nascido em Macaé, RJ, foi presidente da República de 1927 a 1930, quando foi deposto por um golpe de estado militar liderado por Getúlio Vargas. Foi o último presidente de Velha República. Faleceu em São Paulo, em 4 de agosto de 1947, um ano após o seu retorno do exílio, que durou 16 anos.

27 out 1892: Graciliano Ramos
Escritor nascido em Quebrangulo, AL. Autor de vários romances entre os quais Caetés (1933), Vidas secas (1938) e Memórias do cárcere (1953). Estes dois últimos foram adaptados para o cinema. Faleceu no Rio de Janeiro, em 20 de março de 1953.

31 out 1815: Karl Theodor Wilhelm Weierstrass
Matemático alemão nascido em Ostenfelde, considerado um dos fundadores da teoria moderna das funções. Sua preocupação com o rigor matemático pode ser ilustrado pela sua construção de uma função contínua que não tem derivada em nenhum ponto. Muitos de seus estudantes tornaram-se matemáticos criativos,como Sofia Kovalevskaya. Faleceu em Berlim, em 19 de fevereiro de 1897.

Almanaque - Edição 11 - Novembro 2008

Físicos, matemáticos, engenheiros e quejandos

Um aluno de Física queixava-se com outro.

– O professor Lilico é uma nulidade. Não sabe nada de Física e fica enrolando o tempo todo. É uma verdadeira toupeira. Deveria voltar aos bancos escolares.
– Você sabe quem eu sou?
– Não.
– Sou filho do professor Lilico.
– E você sabe quem eu sou?
– Não.
– Ainda bem, e saiu correndo.

   Matemática infernal

– Dê-me cinco pingas aí.
Depois de tomar todas:
– Agora, me dê quatro pingas.
Logo depois:
– Agora quero três pinguiiiiiinhas...
Toma todas. Estando já mais pra lá do que pra cá, pede:
– Mais duasinhas! Observe que coisa mais curiosa: quanto menos bebo mais bêbado fico!


Problemas de lógica

Veja um esquema para resolver esse tipo de problema clicando AQUI. Use o esquema para resolver o problema proposto.

Paulo, Carlos e Antonio são irmãos de Regina, Ana e Milena, não respectivamente. Elas ganharam de presente de seus irmãos uma boneca, um brinco e uma pulseira.

Com base nas informações abaixo, descobrir o nome de cada menina, o presente que ganhou e quem é o irmão.

1. O irmão da Milena não é o Carlos nem o Antonio.
2. Antonio deu um brinco à irmã.
3. Regina ganhou uma pulseira.

Resposta na próxima edição.

Resposta da edição anterior:

Na despesa de R$27,00 já está incluído o real que o garçom embolsou.

Não se confunda

Algumas palavras em inglês podem confundir-nos por sua semelhança com outra do vernáculo. Não se deixe enganar. Iremos mostrar algumas delas para prevenir os leitores interessados em inglês.

canary seed (quéneri cid) s. Nada de semente de canário. Esses simpáticos pássaros nascem de ovos, como as demais aves. Canary seed é "alpiste", que também pode ser canary grass.

data (data) s. Não é data coisa nenhuma. Esta palavra é o plural de datum que, em latim, significa dado, elemento conhecido. Portanto, data significa dados (de uma pesquisa, por exemplo).

date (dêite) s. Esta palavra, sim, pode significar data. Mas significa, também, entrevista, encontro (geralmente entre namorados) John has a date with Mary. João tem um encontro com Maria.

psychic (sáikeq) Como substantivo, significa médium; como adjetivo, mediúnico ou psíquico.

Pérolas dos vestibulares

Em edições anteriores deste Almanaque, mostramos algumas respostas a testes apresentados a candidatos a ingressar numa universidade. Um dos objetivos era denunciar a baixa qualidade de ensino em nosso país. O texto que apresentamos nesta edição ilustra a evolução do ensino de Matemática nos níveis básicos, de acordo com um autor anônimo.

Semana passada, comprei um produto que custou R$ 1,58. Dei à balconista R$ 2,00 e peguei na minha bolsa 8 centavos, para evitar receber ainda mais moedas. A balconista pegou o dinheiro e ficou olhando para a máquina registradora, aparentemente sem saber o que fazer.

Tentei explicar que ela tinha que me dar 50 centavos de troco, mas ela não se convenceu e chamou o gerente para ajudá-la. Ficou com lágrimas nos olhos, enquanto o gerente tentava explicar a ela, que aparentemente continuava sem entender.

Por que estou contando isso?

Porque me dei conta da evolução do ensino de matemática desde 1950, que foi assim:

1. Ensino de matemática em 1950:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda. Qual é o lucro?

2. Ensino de matemática em 1970:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda ou R$ 80,00. Qual é o lucro?

3. Ensino de matemática em 1980:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é R$ 80,00. Qual é o lucro?

4. Ensino de matemática em 1990:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é R$ 80,00. Escolha a resposta certa, que indica o lucro:
( ) R$20,00 ( ) R$40,00 ( ) R$60,00 ( ) R$80,00 ( ) R$100,00

5. Ensino de matemática em 2000:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é R$ 80,00. O lucro é de R$ 20,00. Está certo?
( ) SIM ( ) NÃO

6. Ensino de matemática em 2010:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo é de R$ 80,00. O lucro é de R$ 20,00. Se você souber ler, coloque um X ao lado do R$ 20,00.
( ) R$20,00 ( ) R$40,00 ( ) R$60,00 ( ) R$80,00 ( ) R$100,00

(Indicação do Prof. Satoshi Tobinaga)

Regrinhas elementares de lógica

Em edições anteriores, apresentamos regrinhas simples para bem escrever. Inclusive regras de acentuação gráfica, de acordo com a nova ortografia.

Raciocinar com acerto é um cuidado a ser tomado, uma obrigação. Daí acharmos interessante oferecer, nesta e em próximas edições deste Almanaque, algumas lições elementares sobre as "leis do pensamento".

No final da série de lições, daremos uma pequena bibliografia para os interessados em aprofundar seu estudo.

Comecemos considerando as seguintes afirmações:

Todo homem é mortal.
Sócrates é homem.
Portanto, Sócrates é mortal.

Cada uma delas é uma proposição. Às duas primeiras se dá o nome de premissas, à última, conclusão.

Ao conjunto das três, dá-se o nome de silogismo.

Neste silogismo notamos três elementos: homem, mortal e Sócrates. Se eliminarmos 'homem' das duas premissas, ficamos apenas com dois elementos: 'Sócrates' e 'mortal', elementos estes que aparecem na conclusão.

Na construção da conclusão há, assim, um processo de eliminação. Ao elemento eliminado ('homem' no caso) chamaremos de elemento intermediário.

Outro exemplo de silogismo:

Nenhuma fruta tem semente.
Mamão é fruta.
Logo, mamão não tem semente.

Nele, o elemento intermediário é 'fruta'. Eliminando-se 'fruta' ficamos com 'semente' e 'mamão', que são os que aparecem na conclusão. O silogismo é, portanto, formalmente, correto. Contudo a conclusão não é verdadeira.

Um silogismo tem, assim, duas qualidades, a saber, sua forma e seu conteúdo (ou matéria). Pela sua forma, ele pode ser correto ou incorreto; pelo seu conteúdo, a conclusão pode ser verdadeira ou falsa.

Exercícios:

1. Quais destes conjuntos de proposições formam um silogismo?

Todos os automóveis têm rodas.
Fusca é um automóvel.
Logo, Fusca tem rodas.
(A)
    Nenhum africano fala chinês.
Francês não é africano.
Logo, francês fala chinês.
(B)
Todo ser humano tem livre-arbítrio.
Carlos é um ser humano.
Logo, Carlos sabe pensar.
(C)
    Toda virtude é um dever do ser humano.
O amor é uma virtude.
Logo, amor é um dever do ser humano.
(D)

2. Examine este silogismo, sua forma e seu conteúdo:

Nenhum animal é feroz.
Este tigre é um animal.
Portanto, este tigre não é feroz.

Continua na próxima edição.

Efemérides

05 nov 1849: Rui Barbosa
Jurista brasileiro, também conhecido como a "Águia de Haia", nascido em Salvador. Foi, também, diplomata, filólogo, escritor, político e orador. Membro fundador da Academia Brasileira de Letras, da qual foi presidente de 1908 a 1919. Talvez sua obra mais conhecida seja o discurso "Oração aos moços", discurso preparado (não pôde proferi-lo pessoalmente por razões de saúde) para a turma de 1920 na Faculdade de Direito de São Paulo. Esse discurso está disponível na "Biblioteca" deste site. Faleceu em Petrópolis, em 01 de março de 1923.

07 nov 1867: Marie Curie (Marja Sklodowska)
Física francesa, nascida em Varsóvia (Polônia). Seu nome de solteira era Marja Sklodowska. Juntamente com seu marido, Pierre Curie, foi uma das pioneiras na pesquisa da radioatividade. Descobriu os elementos radiativos polônio e rádio. Por isso, os Curie compartilharam o prêmio Nobel de Física com A. H. Becquerel. Após a morte de seu marido, Marie Curie continuou a pesquisar as propriedades químicas e aplicações médicas do rádio. Foi agraciada com o prêmio Nobel de Química em 1911. Faleceu em Sallanches, em 4 de julho de 1934, vítima de leucemia, indubitavelmente causada pela radioatividade dos materiais com que trabalhou intensamente. Seu marido Pierre e cunhado Jacques descobriram o efeito piezoelétrico. Sua filha mais velha, Irène Joliot-Curie também foi uma física notável.

07 nov 1878: Lise Meitner
Física austríaca, nascida em Viena. Bombardeando urânio com nêutrons, ela e seu sobrinho Otto Robert Frisch interpretaram corretamente os resultados obtidos como evidências de fissão nuclear e previram as reações nucleares em cadeia. Ela faleceu em Cambridge, em 27 de outubro de 1968.

19 nov 1892: Antonio Cottas
Português nascido em Sirvuzelo - Monte Alegre. Imigrou para o Brasil em 1905 e logo se revelou homem de grande visão para negócios. Tornou-se cidadão brasileiro em 8 de agosto de 1939. Sua obra mais importante foi consolidar o Racionalismo Cristão, do qual foi presidente por quase 60 anos, sucedendo a Luiz de Mattos, o fundador dessa Doutrina. Faleceu no Rio de Janeiro, em 12 de junho de 1983.

Almanaque - Edição 12 - Dezembro 2008

Físicos, matemáticos, engenheiros e quejandos

    Niels Bohr (prêmio Nobel de Física em 1975) tinha uma ferradura fixada na porta de sua sala de pesquisa em Copenhague. Alguém, vendo-a, disse-lhe quase espantado:
–  Niels, não me diga que você acredita que ferradura dá sorte!
–  De jeito nenhum! Mas, disseram-me que ela dá sorte mesmo para quem não acredita.

Capacidade do nosso cérebro

— Usamos apenas 25% do nosso cérebro, disse o biólogo.
— É mesmo? Quem descobriu isso, também?, perguntou o matemático.


Problemas de lógica

Veja um esquema para resolver esse tipo de problema clicando AQUI. Use o esquema para resolver este e os problemas publicados em edições anteriores.

Artur, Ricardo e Francisco foram passar um fim de semana fora, cada qual com sua família. Cada um deles foi para um lugar diferente (um deles foi para uma cidade serrana) e planejou divertir-se de uma forma também diferente (um deles levou uma bicicleta para o passeio). Com base nas dicas e informações que seguem, tente descobrir o local para onde foi e o que cada um levou para se divertir.

1. Francisco não levou nem o CD player nem o baralho.
2. Artur foi para uma cabana de alpinista num parque florestal.
3. O rapaz que foi para a praia levou um baralho para jogar com os amigos.

Resposta na próxima edição.

Resposta da edição anterior:
(Ana, brinco, Antonio);
(Milena, boneca, Paulo);
(Regina, pulseira, Carlos)

Não se confunda

Algumas palavras em inglês podem confundir-nos por sua semelhança com outra do vernáculo. Não se deixe enganar. Iremos mostrar algumas delas para prevenir os leitores interessados em inglês.

contempt (contêmpt) s. Significa desacato, desrespeito, desprezo. Exemplo: John had nothing but contemtp for his weakness. João nada tinha além do desprezo por sua fraqueza.

content (côntent) s. e adj. Como adjetivo pode ser traduzido como "contente" e "disposto". Exemplo: I should be content to collaborate with you. Eu estaria disposto a colaborar com você. Como substantivo pode ser "contentamento" e "conteúdo". Exemplo: The content of his discourse was carefully chosen. O conteúdo do seu discurso foi escolhido cuidadosamente. Table of contents é o índice de um livro, por exemplo.

plant (plant) s. Como substantivo, além de planta, significa também aparelhagem, instalações (os edifícios de uma universidade, por exemplo). Exemplo: The students expect the school will expand its plant. Os estudantes esperam que a escola expanda suas instalações.

disparate (dêspareit) Não é disparado coisa nenhuma. Significa desigual, discrepante, distinto. Veja o exemplo: John was connecting disparate thoughts. João estava ligando pensamentos díspares.

Regrinhas elementares de lógica

Raciocinar é um atributo do espírito. Raciocinar com acerto é um dever.

Continuamos com as lições elementares sobre as "leis do pensamento", iniciadas na edição anterior.

Vimos que um silogismo – se você acha que a palavra silogismo é complicada, tente substituí-la por raciocínio lógico e continuar seus estudos – consiste de duas premissas e uma conclusão. A conclusão é apoiada nas premissas. Se a conclusão é verdadeira ou falsa vai depender da veracidade das premissas. Um silogismo pode ser formalmente correto, contudo seu conteúdo pode produzir uma conclusão falsa. Como evitarmos conclusões falsas? Continuemos nosso estudo.

Vimos na lição anterior que os silogismos são formados por proposições. Agora vamos examinar os seus tipos.

Uma proposição pode ser:

afirmativa: Todo homem é mortal (afirma algo).
negativa: Girafa não é homem (nega algo).
universal: Todo homem é racional (abarca a classe completa dos homens).
particular: Carlos é homem (refere-se a um indivíduo da classe dos homens).

As proposições são designadas por vogais:

A - universal afirmativa (Todo homem é mortal; toda fruta é vegetal.)
E - universal negativa (O homem não é um mineral; frutas não são animais.)
I - particular afirmativa (Algum animal é feroz; alguma fruta é vermelha.)
O - particular negativa (Carlos não é imortal; banana não é mineral.)

Mais exemplos:

A - Todos os esportes são atividades saudáveis; todas as víboras são perigosas.
E - Nenhum abuso é uma atividade saudável; nenhum espírito tem pernas.
I - Algumas frutas são doces; alguns coelhos são lentos.
O - Algumas frutas não são doces; algumas estrelas não são visíveis.

Exercício

Classificar as seguintes proposições (sem se preocupar com o conteúdo):

1. Nenhum coelho fala inglês.
2. Toda ave tem pena.
3. Os animais entendem português.
4. Nadar é saudável.
5. Correr não é recomendável.
6. Ricardo não gosta de peixe.
7. Algumas crianças são gordas.
8. Todas as crianças são bonitas.
9. Os animais não são mamíferos.
10. Dirigir alcoolizado não é admissível.

Continua na próxima edição.

É hora do recreio

Macaco estrepolento


Veja as estrepolias de um macaco, que parece não ter amor à vida.

Para ver as macaquices, clique na figura.

Recomenda-se, fortemente, não seguir o exemplo do macaco.

   

Efemérides

05 dez 1868: Arnold Johannes Wilhelm Sommerfeld
Físico russo nascido em Königsburg. Seu modelo atômico permitiu explicar as linhas espectrais de estrutura fina. Em seus trabalhos sobre espectros atômicos, sugeriu substituir as órbitas circulares de Bohr por elípticas. Desta idéia postulou o número quântico azimutal e, mais tarde, introduziu, também, o número quântico magnético. Sua teoria dos elétrons em metais mostrou-se fecunda no estudo da termoeletricidade e da condução metálica. Faleceu em Munique, em 26 de abril de 1951.

05 dez 1901: Werner Karl Heisenberg
Físico e filósofo alemão nascido em Würzburg. Considerado, geralmente, o pai da Mecânica Quântica. Como conseqüência da sua rejeição por qualquer tipo de modelo para o átomo, usou matrizes para descrever suas propriedades. Por esse trabalho ganhou o prêmio Nobel de Física em 1932. Seu famoso princípio da incerteza (1927) transcendeu os limites da Física. Faleceu em Munique, em 1 de fevereiro de 1976.

07 dez 1823: Leopold Kronecker
Matemático prussiano, nascido em Liegnitz. Suas contribuições mais importantes foram para a Teoria dos Números, Teoria das Equações Algébricas e Álgebra Superior. A função delta de Kronecker tem esse nome em sua homenagem. Faleceu em Berlim, em 29 de dezembro de 1891.

10 dez 1804: Carl Gustav Jacob Jacobi
Matemático alemão, nascido em Postdam. Foi um dos fundadores da teoria das funções elípticas (com o norueguês Niels Henrik Abel). De suas contribuições pioneiras à teoria dos determinantes surgiu o determinante funcional que hoje leva o seu nome (nosso conhecido jacobiano). Faleceu em Berlim, em 18 de fevereiro de 1851.

11 dez 1893: Alceu Amoroso Lima (Tristão de Athayde)
Escritor brasileiro, nascido no Rio de Janeiro. Até sua morte, exerceu uma poderosa influência na vida cultural brasileira. Sua obra é imensa e atinge os mais diversos campos: crítica literária, sociologia, direito, filosofia, religião, etc. Faleceu em Petrópolis, em 14 de agosto de 1983.

16 dez 1865: Olavo Bilac
Poeta brasileiro nascido no Rio de Janeiro. Além de poeta foi cronista, jornalista e conferencista. Contudo, é mais conhecido pela sua obra poética. Bilac é o mais típico dos nossos parnasianos, estilo que ele mesmo chegou a codificar no soneto "Profissão de fé" – para ler esse soneto clique AQUI. Faleceu no Rio de Janeiro, em 28 de dezembro de 1918.

24 dez 1822: Charles Hermite
Matemático francês nascido em Dieuze. Seu trabalho em teoria das funções inclui a aplicação das funções elípticas para encontrar a primeira solução da equação geral do quinto grau (equação quíntica). Publicou a primeira prova de que e é um número transcendental. Deu importantes contribuições para o desenvolvimento da teoria das formas algébricas, e teoria das funções elípticas e abelianas. Faleceu em Paris, em 14 de janeiro de 1901.

25 dez 1642: Isaac Newton
Filósofo e matemático inglês nascido em Woolsthorpe. Descobriu o cálculo infinitesimal e é o autor da teoria clássica universal da gravitação. Por seus trabalhos em óptica, foi eleito membro da Royal Society em 1672. Em Cambridge, Newton dedicou muito tempo a experiências alquímicas. Abandonou sua cátedra na universidade para entrar no Parlamento em 1701, e dois anos mais tarde assumiu a presidência da Royal Society, permanecendo neste cargo até a sua morte. Toda sua vida foi marcada por intensas atividades em Matemática, Óptica, Cronologia, Química, Teologia, Mecânica, Dinâmica e Ocultismo. Entre suas mais notáveis contribuições científicas estão o cálculo infinitesimal, a teoria clássica da gravitação universal e sua derivação das leis de Kepler, formulação do conceito de força expresso nas suas três leis do movimento, a teoria corpuscular da luz. Sua obra está compilada em seus dois maiores trabalhos: Philosophiae Naturalis Principia Mathematica, o famoso Principia (1687) (há tradução para o português, da Edusp), e Opticks (1704). Faleceu em Londres, em 20 de março de 1727. As datas mencionadas referem-se ao calendário juliano. A Inglaterra somente adotou o atual calendário gregoriano muito tempo depois do nascimento de Newton. No calendário gregoriano as datas de nascimento e morte de Newton são 4 de janeiro de 1643 e 31 de março de 1727.

28 dez 1882: Arthur Stanley Eddington
Astrônomo e astrofísico inglês, nascido em Kendal. Foi pioneiro dos estudos teóricos do interior das estrelas. Seu trabalho Mathematical Theory of Relativity (1923) muito ajudou para introduzir em idioma inglês as teorias de Einstein. Um de seus livros, Fundamental theory – em que pretende unificar a teoria quântica, a relatividade e a teoria da gravitação de Einstein –, é controvertido e, possivelmente, ainda não compreendido. Faleceu em Cambridge, em 22 de novembro de 1944.

28 dez 1903: John von Neumann
Matemático húngaro nascido em Budapeste. Suas contribuições foram importantes para o desenvolvimento da Mecânica Quântica, Lógica, Meteorologia e dos computadores. Enunciou o teorema mini-max, pedra angular da teoria dos jogos. Em 1956 abiscoitou o Prêmio Enrico Fermi. Faleceu em Washington, em 8 de fevereiro de 1957.